Seminário Centro de Estudos da Metrópole (CEM/Cepid) - A descoberta do viver periférico
Seminário Centro de Estudos da Metrópole
A descoberta do viver periférico: articulações do popular na arquitetura paulista (1960-1980) 
 
No dia 4 de abril (terça-feira), o professor da Fundação Getúlio Vargas (CPDOC-FGV), José Henrique Bortoluci, apresenta o seminário "A descoberta do viver periférico: articulações do popular na arquitetura paulista (1960-1980)". O artigo sobre este trabalho foi publicado na revista Novos Estudos Cebrap e pode ser acessado neste link. O evento integra a série de seminários especiais do Centro de Estudos da Metrópole, um dos Cepids financiados pela Fapesp, a ser realizado na Universidade de São Paulo
 
 
Resumo: Este trabalho, situado na intersecção da sociologia da cultura e dos intelectuais, dos estudos urbanos e da sociologia dos movimentos sociais, trata da relação entre arquitetos paulistas e as questões do “povo” e da “habitação popular” – tanto enquanto construções discursivas quanto como realidades urbanas na São Paulo entre os anos 1960 e 1980. Nos anos 70, em meio ao refluxo das tentativas iniciais de meados da década de 1960 em colocar a habitação popular no centro da agenda de arquitetos no campo amplo das esquerdas, a relação entre arquitetos e as populações pobres periféricas passa por uma primeira virada paradigmática. Para além desse universo empírico específico, este artigo explora as implicações teóricas do estudo do caso para a compreensão das relações entre as práticas semióticas e materiais no campo da produção do espaço construído e das gramáticas políticas que circulam em diferentes setores da sociedade.
 
Sobre o expositor: José Henrique Bortoluci é mestre em História Social (USP), doutor em Sociologia na Universidade de Michigan (Bolsa Capes-Fulbright) e professor da Fundação Getúlio Vargas (CPDOC-FGV).
 
Informações
Evento: Seminário "A descoberta do viver periférico: articulações do popular na arquitetura paulista (1960-1980)"
Data e Horário: 4 de abril, das 17h30 às 19h30  
Local: Sala 8, Prédio da Filosofia e das Ciências Sociais (FFLCH-USP), Av. Prof. Luciano Gualberto, 315, Cidade Universitária, Campus Butantã.
 
 
Aberto a todos sem necessidade de inscrição prévia