Novo livro resultado de pesquisas no CEM/Cepid

Lançamento de livro de pesquisadores do CEM: Vozes à margem: periferias, estética e política


A coletânea reúne artigos sobre a produção cultural das periferias urbanas brasileiras

"Vozes à margem", organizado por Giordano Barbin Bertelli e Gabriel de Santis Feltran, é o segundo volume da Coleção Marginália de Estudos Urbanos, coordenada por Gabriel de Santis Feltran. A coletânea reúne artigos de diversos pesquisadores dedicados à produção cultural das periferias urbanas brasileiras e apresenta ao público a abordagem do tema da(s) linguagem(ns) e da(s) estética(s) produzidas/consumidas por grupos marginalizados no cenário urbano contemporâneo. Trata-se de enfocar expressões linguísticas, artistico-culturais e estéticas, presentes na sociabilidade destes grupos e de atentar para seus múltiplos significados políticos.

O livro foi lançado em São Paulo no dia 14 de agosto de 2017.

 

 

Ficha técnica   

Editora EDUFSCAR

Ano de publicação: 2017
ISBN: 978-85-7600-468-4

Título: Vozes à margem: periferias, estética e política

Organizadores: Giordano Barbin Bertelli e Gabriel Feltran

Páginas: 307

Sumário: clique aqui

Para mais informações sobre como adquirir o livro: clique aqui

 

 

Press Release

Relação entre periferia, estética e política é tema de livro da EdUFSCar

Compreender a relação entre a estética e a política periféricas. Esse é o objetivo dos artigos reunidos na obra "Vozes à margem: periferias, estética e política", organizada pelos pesquisadores Giordano Barbin Bertelli e Gabriel Feltran, que está sendo lançada pela EdUFSCar.

"O livro é fruto, por um lado, das discussões sobre música, etnografia e periferias que vinham sendo realizadas no NaMargem - Núcleo de Pesquisas Urbanas - e de seu reflexo na estruturação da disciplina Sociologia Urbana, ministrada por Feltran. Por outro lado, corresponde ao propósito de renovar a leitura da politicidade das periferias, atentando para o papel que a dinâmica cultural e a expressividade estética exerce nos processos de subjetivação, mobilização e atuação de seus atores na esfera pública", explica Bertelli.

A obra é composta por 14 artigos, divididos em duas partes. A primeira parte é intitulada "Uma tradição crítica preterida: música, ressignificação política, confronto estético"; e a segunda é "A cidade em suas marcas: territórios marginais e espaços públicos". "A divisão deve-se apenas à tentativa de organizar o material segundo suas afinidades temáticas: a primeira parte gira todo em torno da expressividade musical; e a segunda trata de diversas manifestações e linguagens, mas sempre reportando-se à questão da configuração de territorialidades", descreve o organizador.

Os autores dos artigos, um total de 17, compõem uma rede de pesquisadores que focam na discussão das marginalidades urbanas contemporâneas, com seu lugar de fronteira entre o legítimo e o ilegítimo, o legal e o ilegal e, no limite, entre o humano e o inumano, "preocupados, portanto, com o lugar de centralidade que as margens ocupam no conflito social da sociedade brasileira contemporânea", acrescenta Bertelli.

"Vozes à margem", apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), é o segundo volume da Coleção Marginália de Estudo Urbanos, parceria entre a EdUFSCar e o projeto As Margens da Cidade, do Centro de Estudos da Metrópole.

FONTE: EdUFSCar 

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar
Licença Creative Commons
Este site do Centro de Estudos da Metrópole está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://centrodametropole.org.br/