Cátedra Jaime Cortesão, desde 2001, tem organizado e apoiado diversos eventos: seminários, congressos, colóquios científicos e exposições.


2001 / I Seminário de Pesquisa da Cátedra Jaime Cortesão

Entre 19 e 20 de agosto de 2002, a Cátedra realizou o I Seminário de Pesquisas da Cátedra Jaime Cortesão, que reuniu alunos de graduação, pesquisadores de pós-graduação, doutores e professores doutores ligados ao Departamento de História da Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.
O objetivo da atividade foi a ampliação e divulgação dos debates que têm ocorrido no âmbito da Cátedra Jaime Cortesão desde sua reinauguração em 22 de março de 2002. Durante o Seminário foram realizadas quatro sessões, num total de vinte comunicações de pesquisas que se encontram em andamento, e comentadas pelos professores convidados - Laura de Mello e Souza, Leila Maria Leite Hernandez, Márcia Regina Berbel, Marina de Mello e Souza, Pedro Luis Puntoni e Carlos Alberto de Moura Ribeiro Zeron. Todas as sessões foram abertas ao público de alunos da Universidade, agrupadas nos seguintes temas: 1. Economia e população na dimensão do Império; 2. Administração e poder no Império Português; 3. Política e Constituições no Mundo Ibérico; 4. Cultura e Representações no Império Português.



2003 / Evento Eduardo D’Oliveira França

Em abril de 2003, a Cátedra promoveu o Evento Eduardo D’Oliveira França: um mestre formando gerações homenageando o professor emérito e decano da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, no dia de seu 88º aniversário. Eduardo D’Oliveira França, que foi também diretor da FFLCH e da ECA, construiu uma carreira brilhante como pesquisador da história de Portugal e do Brasil, na Época Moderna, produzindo obras essenciais para o conhecimento do período. Na sua própria opinião, porém, a atividade mais importante de seu percurso acadêmico foi o magistério. O Professor França, como seus alunos o chamam, formou gerações de historiadores, que hoje se destacam na produção historiográfica.

2003/ Seminário “Modos de Governar”

Em julho de 2003, a Cátedra apoiou o Seminário “Modos de Governar: Política e Negócios do Império Português ao Império do Brasil”, realizado no XXII Simpósio Nacional de História da ANPUH (João Pessoa, Paraíba), entre os dias 27 de julho e 1 de agosto de 2003. O seminário foi mais uma das atividades organizadas pelo GT Modos de Governar, coordenado pela profa. dra. Maria Fernanda Baptista Bicalho (UFF).
Estavam presentes os seguintes pesquisadores: Adriana Romeiro (UFMG); Alexandre Mansur Barata (UFJF); Ana Paula Torres Megiani (USP); Antonio Carlos Jucá de Sampaio (UFOP); António Manuel Hespanha (Universidade Nova de Lisboa / ICS); Avanete Pereira Souza (UESB); Carla Maria Carvalho de Almeida (UFJF); Carlos Alberto de Moura Ribeiro Zeron (USP); Carlos Ziller Camenietzki (Museu de Astronomia e Ciências Afins / MCT); Corcino Medeiros dos Santos (UnB); Francisco Carlos Cosentino (Doutorando – UFF); George Félix Cabral de Souza (Mestre / UFPE); Helen Osório (UFRGS); Íris Kantor (Escola de Sociologia e Política de São Paulo); Istvan Jancso (USP); Jacqueline Hermann (UFRJ); João Pinto Furtado (UFMG); Júnia Ferreira Furtado (UFMG); Laura de Mello e Souza (USP); Luís Frederico Dias Antunes (Instituto de Investigação Científica Tropical – Portugal); Luiz Felipe de Alencastro; Mafalda Soares da Cunha; Manoel Nunes Cavalcanti Junior (CIENB-BA); Marcus Joaquim de Carvalho (UFPE); Maria de Fátima Silva Gouvêa (UFF); Maria Fernanda Baptista Bicalho (UFF); Maria Verônica Campos (Fundação João Pinheiro); Mônica Duarte Dantas (PUC - SP); Mozart Vergetti de Menezes (UFPB); Nauk Maria de Jesus (Doutoranda – UFF); Nuno Gonçalo Monteiro (Instituto de Ciências Sociais / Universidade de Lisboa); Pedro Cardim (Universidade Nova de Lisboa); Pedro Puntoni (USP); Regina Célia Gonçalves (UFPB); Ricardo Henrique Borges Behrens (Mestrando – UFBA); Rodrigo Bentes Monteiro (UFF); Rodrigo Ricupero (Pós-graduando FFLCH / USP); Rômulo Luiz Xavier do Nascimento (Mestrando – UFPE); Silvia Hunold Lara (UNICAMP); Suzana Cavani Rosas (UFPE); e Vera Lúcia Amaral Ferlini (USP).

 

2003 / Lançamento do livro “Chica da Silva” de Júnia Ferreira Furtado – 4 de junho


2003/ Seminário “Administraçào e Fiscalidade no Mundo Ibérico", com o Prof. Dr. Luciano Raposo de Figueiredo (UFF/ Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro) – 15 de agosto

 

2003/ Conferência: “A Interpretação “Religiosa” da Modernidade: para  além de Max Weber” com o Prof. Dr. Nicola Gasbarro (Universitá de Udine) – 22 de setembro

 

2003/ Workshop: “A História Econômica nas Universidades Portuguesas”, com Prof. Dr. José Luís Cardoso (Faculdade de Economia – Universidade Técnica de Lisboa) – 23 de setembro


2003/ Seminário: “A Origem do Individualismo Moderno  de um Ponto de Vista Antropológico: Reflexões Histórico- Comparativas sobre a obra de Dumont”, com o Prof. Dr. Nicola Gasbarro (Universitá de Udine)– 29 de setembro

 

2003/ Conferência: “O pensamento Econômico na Ilustração em Portugal”, com Prof. Dr. José Luís Cardoso (Faculdade de Economia – Universidade Técnica de Lisboa) – 1 de outubro

 

2003/ Conferência: “A Constituição de Cadiz e as Independências na América”, com Prof. Dr. Prof. Dr. Raymond Buve (Universidade de Leiden) – 8 e 10 de outubro


2003 Conferência: “História Atual: As experiências de orçamento participativo no Brasil”, com a Profa. Dra. Marianne Wiesebron (Universidade de Leiden) – 10 de outubro

 

2003/ Seminário e Debate "A Constituição Espanhola de 1978: Sínteses e Impasses da Transição à Democracia" com Prof. Dr. Prof. Dr. Raymond Buve (Universidade de Leiden) – 13 de novembro.


2003 / Seminário “Da América portuguesa ao Império do Brasil”

Em 2003, a Cátedra apoiou o Seminário “Da América portuguesa ao Império do Brasil”, realizado no Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo, nos dias 14 e 15 de novembro.



2004 / Exposição "Laboratório do Mundo"

Por ocasião das comemorações dos 450 anos de São Paulo, a Cátedra realizou um  conjunto de atividades que tem por centro a Exposição “Laboratório do Mundo”, em colaboração com o Ministério da Cultura de Portugal, a Universidade de Coimbra e a Pinacoteca do Estado. A mostra, que abriu 29 de novembro de 2004, trouxe cerca de 200 peças do Museu Pombalino de Física e do Museu Astronômico da Universidade de Coimbra. O evento contou com um Ciclo de 6 Palestras, entre 7 e 16 de dezembro, no Auditório da Pinacoteca, sobre o conhecimento científico no Império ês, na segunda metade do século XVIII.


2004 / Seminário Internacional "Luzes nos Trópicos: A Capitania de São Paulo no Século XVIII"

De 30 de novembro a 3 de dezembro de 2004,  A Cátedra realizou, também,  o Seminário Internacional Luzes nos Trópicos: A Capitania de São Paulo no Século XVIII, no qual foram  discutidas questões sobre economia, sociedade, política, administração, cultura e religião do período pombalino, em especial no que se refere à Capitania de São Paulo. O evento que contará com a participação de especialistas brasileiros e portugueses, objetivou, ainda  estimular o balanço historiográfico sobre a época pombalina, cotejando as leituras das historiografias portuguesa e brasileira e  apresentar o estado atual dos acervos  documentais, incentivando novas pesquisas.

 

2004/ Conferência: ”O diretório dos Índios: uma lei colonial em meio às reformas pombalinas”, com o Prof. Dr. Mauro Cezar Coelho – 21 de junho

 

2004/ Workshop: ”A  Cartografia da Capitania das Minas Gerais”, com a  Profa. Dra. Júnia Ferreira Furtado – 20 de agosto.


2005 / Exposição "Cartografia de uma História"

Em março de 2005, abriu-se a Exposição Cartografia de uma História, em conjunto com o Museu Paulista da USP, ainda  Trata-se de mostra  sobre a Cartografia de época, relativa ao território da Capitania de São Paulo, explorando o acervo do Museu, com o objetivo de mostrar o processo de ocupação territorial, e definição das fronteiras e as formas de representação cartográfica;  relacionar a atuação da administração portuguesa (principalmente após 1750), com as transformações científicas que possibilitaram o incremento da cartografia; apontar elementos do processo de afirmação da presença portuguesa nas partes meridionais da América e de acesso à Bacia do Rio da Prata. Conheça a Exposição


2005 / Seminário Integrado “O governo dos povos”


O seminário integrado “O governo dos povos”, promovido pelo Projeto Temático “Dimensões do Império português” da Cátedra Jaime Cortesão e pelo Grupo de Pesquisa “Modos de governar” reuniu, dos dias 31 de agosto a 2 de setembro de 2005,  41 pesquisadores vinculados a universidades brasileiras, portuguesas, francesa e norte-americana, além de cerca de 30 alunos da graduação e pós-graduação da USP, UFF e UFMG que participaram como assistentes. O seminário contou, ainda, com o apoio de diversas instituições: FAPESP, CNPq, FAPEMIG, FAFICH, CEG/UFF, Casa da Cultura de Paraty, Secretaria de Turismo e Cultura de Paraty.


2005 / I Seminário de História do Açúcar: Canaviais, Engenho e Açúcar: História e Cultura Material

A cana-de-açúcar é das culturas agrícolas mais importantes da História da Humanidade, pois provocou um grande fenômeno em termos de mobilidade humana, econômica, comercial e ecológica, abrangendo vários quadrantes do planeta. Além dos efeitos econômicos, sociais e políticos da produção açucareira, a cultura da cana produziu níveis de sociabilidade, de enlaces culturais e de cultura material, importantes e ainda visíveis nas áreas abrangidas. A dimensão dessa civilização do açúcar, que vem sendo sistematicamente estudada por pesquisadores de diversas partes do mundo e sua relevância histórica no Brasil, estimularam o Museu Paulista da USP e a  Cátedra Jaime Cortesão da USP a realizarem, com o apoio do Centro de Estudos de História do Atlântico, da Ilha da Madeira, o I Seminário de História do Açúcar: Canaviais, Engenho e Açúcar: História e Cultura Material.
O Seminário ocorreu na cidade de Itu, entre os dias 28 de novembro e 2 de dezembro de 2005. O Seminário, a ser realizado bienalmente,  enfatizou na sua primeira edição temas relacionados à cultura material do açúcar, alimentação, práticas sociais, mercado de trabalho e população. Discute a importância do produto no espaço sul-atlântico,  nos séculos XVI e XVII e, em especial, sua expansão no interior paulista, a partir do final do século XVIII. O evento  reuniu especialistas do Brasil e do exterior, com resultados de pesquisas instigantes para o entendimento da sociedade e da economia açucareira. A programação incluiu ainda conferências, mostra de cinema com debates, lançamento de livros e visitas monitoradas a locais que ainda preservam resquícios do período açucareiro  no município. A escolha da cidade de Itu para sediar o Seminário, ressalta a  importância da cidade no antigo quadrilátero do açúcar e que teve seu desenvolvimento no final do período colonial propiciado pela produção e comércio desse importante produto.

 

2006/Colóquio Internacional: Escrita, Memória e Vida Material

Realizado entre os dias 17 e 20 de outubro de 2006, na Casa de Cultura Japonesa-USP. O objetivo principal do Colóquio foi refletir sobre as formas de construção de culturas integradas e multifacetadas, tanto nos espaços das conquistas – partes orientais e orlas do Atlântico –, como nas cortes ibéricas, entre os séculos XVI e XIX, a partir do estudo de suas manifestações letradas. Pretendeu ainda proporcionar o debate historiográfico acerca dos métodos e formas de abordagens da História Cultural, da História da Cultura Material e da Micro-História. contou com a participação de 14 expositores convidados, sendo 4 estrangeiros, além das comunicações de pesquisa de 16 membros do Projeto Temático Dimensões do Império Português entre professores, alunos de pós-graduação e pós-doutorandos. Houve ainda a participação dos alunos de graduação da FFLCH-USP e bolsistas da Cátedra Jaime Cortesão, os quais na qualidade de monitores atuaram na organização do evento e tiveram a oportunidade de se familiarizar com os debates acadêmicos atuais e com o conhecimento histórico.
Foram organizados quatro eixos temáticos: 1) suportes da cultura escrita: bibliotecas, livros, impressos e manuscritos; 2) ambientes e sociabilidades de arte e memória escrita: academias, colégios, universidades; 3) imaginação e práticas religiosas; 4)circulação de saberes e objetos. Veja as fotos do evento

 

2006/ Palestra: "Honras e Mercês",  com Prof. Dr. Rodrigo Ricupero – 2 de junho

 

2007/Ciclo de Debates: Mapas, Impérios e Colecionismo

Juntamente com a professora Ana Lucia Duarte Lanna, Íris Kantor organizou um seminário aberto de longa duração: Mapas, Impérios e Colecionismo - realizado e patrocinado pelo Instituto de Estudos Brasileiros. O seminário contou com a participação de importantes especialistas na área de cartografia histórica, história da arte, antropologia, urbanismo e ciências geológicas.

 

 

2007/ (Pequeno) Seminário Internacional “Poder Local na Dimensão do Império Português”.

Realizado na Cátedra Jaime Cortesão no dia 14 de Junho, contando com a participação de Mafalda Soares da Cunha (Universidade de Évora), Pedro Cardim (Universidade Nova de Lisboa), Avanete Pereira de Souza (Universidade Federal de Vitória da Conquista) que apresentaram suas comunicações sobre as relações entre as esferas de poder local e sua relação com os poderes centrais e intermediários.
A discussão realizada permitiu aprofundar os questionamentos sobre as especificidades da atuação dos poderes locais em regiões de colonização e conquista. Os trabalhos apresentados durante o seminário apontaram uma gama de situações que ilustram os limites da autonomia jurisdicional, eventualmente, exercida pelos colonos.Veja as fotos do evento.

 

2007/Simpósio temático “Raízes do privilégio” no XXIV Simpósio Nacional de História

Realizado no XXIV Simpósio Nacional de História, realizado na UNISINOS, em São Leopoldo (RS), discutiu questões relacionadas à construção das hierarquias no mundo português da Época Moderna, sobretudo luso-afro-brasileiro, buscando elucidar a lógica das mercês régias e seu papel, quer na hierarquização social, quer na mobilidade ascensional que muitos indivíduos lograram alcançar, apesar dos critérios de sangue e linhagem que marcavam as sociedades metropolitana e coloniais da época. Apesar de ser um simpósio aberto, participaram dele, sobretudo, membros do projeto temático e do projeto Pronex-CNPq “Companhia das Índias” - sediado no departamento de História da UFF, dando, de certo modo, continuidade à colaboração iniciada na ANPUH nacional de João Pessoa (2003) e continuada no seminário “O governo dos povos”, realizado em Paraty em agosto de 2005. Participaram também pós-graduandos e professores do Rio Grande do Sul e de Pernambuco

 

2007/Simpósio temático “Império e colonização: economia e sociedade na América portuguesa” no XXIV Simpósio Nacional de História

Entre os dias 16 e 20 de julho, em São Leopoldo, reunindo 41 participantes , em 5 sessões  foram discutidas as noções de Império e de Antigo Sistema Colonial. Tomando o vasto espaço das conquistas lusas – na América, na África e no Oriente –, cada uma delas com dinâmicas próprias, destacaram-se as múltiplas articulações com o centro da monarquia em Portugal, e, principalmente, entre si, em diferentes arranjos temporais e espaciais. O objetivo foi abrir espaço para pesquisas que tornem mais complexa a idéia de colônia e metrópole, introduzindo as dimensões intercoloniais de relação, como, no caso do tráfico, a dinâmica atlântica ou analisando as diferentes formas de organização das relações entre a Metrópole e suas colônias, no espaço e no tempo. De outra parte, buscou destacar os elementos que embasam a conexão das relações entre as partes do Império, ressaltando sua dimensão plural, mas afastando a visão de descerebração, de ausência de centralidade.
 Discutiu-se, também, a articulação entre a grande produção mercantil e seu complexo de sustentação do tráfico e de viabilidade do abastecimento interno, a variedade dos arranjos sociais. Destacou-se, principalmente, a flexibilidade das instituições político - administrativas, das formas de articulação capazes de estabelecer um complexo sistema de relações horizontais e verticais com as diferentes instâncias do poder central, intermediário e local.
Estiveram presentes pesquisadores do projeto temático, professores universitários e alunos dos programas de Pós-Graduação em História, de diversas universidades, conforme relatado no caderno de pesquisa.

 

2007/ Colóquio internacional “Constituições primeiras do arcebispado da Bahia: 300 anos"

Realizado entre os dias 26 a 28 de setembro em Salvador por ocasião do  tricentenário do sínodo diocesano e, sobretudo, das Constituições então promulgadas, obra magna da legislação eclesiástica no Brasil dos séculos XVIII e XIX, o encontro contou com a participação de vários pesquisadores que discutiram questões relacionadas ao controle religioso e a história da instituição episcopal no Brasil colônia. A questão da práxis em relação à regra e vice-versa, ou seja, como as Constituições se adaptavam às situações próprias da América portuguesa, e como elas foram (ou deixaram de ser) aplicadas depois de promulgadas, foi insistentemente debatida entre os presentes.

 

2007/ Colóquio Internacional “Contextos Missionários: Religião e Poder no Império Português”

No encontro, especialistas do Brasil e do colaboraram com as discussões que vêm sendo realizadas nos seminários, dando continuidade às questões apresentadas nos encontros “Modos de Governar” (realizado em Paraty, 2005) e “Escrita, Memória e Vida Material” (em São Paulo, 2006). Com isso, foram ampliados os horizontes de reflexão e o campo abordado, qual seja, o lugar da religião na construção de um espaço imperial, a prática da missionação e as situações decorrentes do contato intercultural.
As apresentações feitas por convidados do Brasil e do exterior foram organizadas em torno dos seguintes eixos:

  1. Império, religião e poder
  2. Práticas da missionação
  3. Agentes históricos e modalidades de contatos e de mediação
  4. Relações interculturais e circulações
  5. Contextos particulares da missionação: metropolitanos, americanos, africanos e asiáticos.

Como parte integrante das atividades do colóquio, foram realizadas quatro oficinas de trabalho, envolvendo alguns dos conferencistas convidados e alunos de graduação e de pós-graduação, participantes do núcleo e que se inscreveram nesta atividade a saber:
Oficina 1: África, comércio e religião;
Oficina 2: Índia, Tibet e Japão;
Oficina 3: Acosta, João Daniel e a pedagogia erasmiana;
Oficina 4: Práticas mágicas.
 A intenção foi de abrir um espaço de interlocução privilegiado para a discussão de suas pesquisas avaliadas por especialistas dos temas.

 

2008/ V CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA ECONÔMICA

A ABPHE (Associação Brasileira de Pesquisadores em História Econômica) e o PPGHE/USP (Programa da Pós-graduação em História Econômica da Universidade de São Paulo) realizaram, de 03 a 05 de setembro de 2008, nas dependências da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (São Paulo-SP), a II Conferência Internacional de História Econômica e o IV Congresso de Pós-Graduação em História Econômica. O Congresso de Pós Graduação em História Econômica da USP e o Encontro de Pos Graduação da ABPHE tiveram sua primeira edição em 2002 e vêm sendo realizados a cada dois anos. A Conferência Internacional foi realizada pela primeira vez em 2006. Neste ano, as duas entidades unem-se para realizar evento capaz de contar com a participação a toda a comunidade de pesquisadores interessados e estimular a renovação dos estudos da área. Contou com 24 sessões de trabalho, com mais de cem apresentações de resultados parciais ou conclusivos de pesquisas, e três conferências, com especialistas de Portugal e dos Estados Unidos, para refletirem conjuntamente sobre as novas perspectivas para a História Econômica, o uso alargado e inovador das fontes e a renovação metodológica.

Confira o programa e textos do congresso

2008/ Colóquio Internacional "Economia e Colonização na Dimensão do Império Português - historiografia e perspectivas de pesquisa" saiba mais

 

 

 

 

 

2008/ Seminário "Mensurando Mundos - um diálogo sobre viagens, ciência e impérios no século XVIII" Saiba Mais

 

2008/ Conferência: "Early Chinese Empire and its 'Geographical' Conceptions (Written Tradition and Cartographical Representations)", com a Profa. Dra. Vera Dorofeeva Lichtman – 25 de setembro

 

2008/ Conferência: "Traição: um jesuíta a serviço do Brasil holandês processado pela Inquisição", com o Prof. Dr. Ronaldo Vainfas – 21 de outubro

 

2008/ Conferência: " O papel do judaísmo na construção da identidade luso-africana na Senegâmbia do século XVII", com o Prof. Dr. José da Silva Horta (Universidade de Lisboa) – 22 de outubro

 

2008/ Conferência: "Mapas del espacio vacio. Hipotesis interpretativa sobre el vacio cartografico y epistemologico en el Dio de la Plata. (1779 - 1850)" com a Profa. Dra. Teresa Zweifel (Universidade de La Plata) – 23 de outubro

 

2009/ Lançamento do Livro "Cada um na sua Lei: Tolerância religiosa e salvação no mundo ibérico" de Stuart B. Schwartz - 17 de agosto

 

2009/ Conferência: “Foi a República Holandesa um Império?”, com o Prof. Dr. Jonathan Irvine Israel (Institute for Advanced Study/ Princeton) – 9 de setembro

 

2009/ Colóquio Internacional "O Brasil Entre dois Impérios (1808-1822): Balanço e Perspectivas Historiográficas", de 29 e 30 de outubro

 

2010/ Simpósio Internacional: “Guerra e História – 28 a 30 de setembro

 

2010/ Conferência:  O Brasil na União Europeia: Aspectos da História Recente (1987-2007)”, com a  Profa. Dra. Marianne Wiesebron (Universidade de Leiden)– 26 de outubro

 

2010/ "III Seminário de História do Açúcar: Produção, Trabalho e Estrutura Fundiária", de 26 a 30 de abril

 

2010/ "3° Simpósio Ibero-americano de Cartografia Histórica", 26 a 30 de abril Saiba Mais

 

2010/ Lançamento dos Livros Património de Origem Portuguesa no Mundo - Arquitetura e Urbanismo na América do Sul, direção de José Mattos; e Rio de Janeiro - Capital do Império Portugues (1808-1821), direção de Jorge Couto, 13 de setembro

 

2010/ Colóquio Internacional "A Exeperiência Constitucional de Cádis: Espanha, Portugal e Brasil", 5 a 7 de outubro

 

2010/ Colóquio Internacional "A República Portuguesa - 100 anos", 8 a 10 de novembro

 

2010/ III Seminário de História do Café, de 23 a 25 de Novembro

 

2011/ Conferência: “Revolução e Transição. Os distintos caminhos para a democracia: Portugal, Espanha e Grécia – 1974-1975”, com o Prof. Dr. Fernando Rosas (Universidade Nova de Lisboa) – 2 de maio

 

2011/ Palestra: “Que Significa o Padroado da Ordem de Cristo nos Séculos XVI-XVII?”, com a Profa. Dra. Maria Fernanda Olival (Universidade de Évora) – 11 de maio

 

2011/ Conferência: “O Município da Colonização”, com o Prof. Dr. Joaquim Antero Romero Magalhães (Universidade de Coimbra) – 25 de maio

 

2011/ Lançamento dos Livros: “Labirintos Brasileiros”, de Joaquim Romero Magalhães; e “O Brail-Colônia nos Arquivos Históricos de Portugal”, de Caio Boschi – 25 de maio

 

2011/ "Dia do Patrimônio Brasil - Holanda", 15 de junho

 

2011 VII Jornadas Inernacionais de História das Monarquias ibéricas "Produzindo Fronteiras: entrecruzando escalas, povos e impérios na América dos Sul (1640-1828)", de 24 a 26 de Agosto

 

2011/ Palestra: “O ‘Archivo Ultramarino’ da biblioteca Nacional de Lisboa (1889-1931): Política, História e Arquivística”, com o Prof. Dr. Tiago C. P. Dos Reis Miranda (CHAM/ FCSH-UNL) – 19 de setembro 

 

2011/ Palestra: “Imaginário e Imaginações cartográficas na arte contemporânea”, com o Prof. Dr. Gilles A. Tiberghien (Paris I/ Sorbonne) – 26 de setembro

 

2011/ Curso: “O Império Colonial Português Revisitado: Contas de  Deve e Haver (séculos XVI-XVIII), com a Profa. Dra. Maria Leonor Freire Costa (ISEG – Universidade Técnica de Lisboa)  21 a 28 de outubro

 

2011/ VII Seminário Internacional sobre a (E)Imigração Portuguesa para o Brasil - de colonos a imigrantes. de 7 a 10 de Novembro veja a programação

 

2011/ Seminário de Pesquisa: “Um Rei Indesejado – A Trajetória política e p projeto de Realeza de D. Antônio Prior do Crato (1550-1580)”, com a Profa. Dra. Jacqueline Hermann (UFRJ) – 16 de novembro

 

 

2011/ Conferência: “O Panorama Internacional, as Relações Luso-Brasileiras e a Revista Atlantida (1915-1921), com a Profa. Dra. Lucia Maria Paschoal Guimarães (Uerj/IHGB) – 6 de dezembro

 

2012/ Humanidades Espaciais - Jornadas: GIS Aplicado às Pesquisas Históricas, 4 e 5 de junho

 

2012/ Seminário Mindlin 2012 "Plantin & Craesbeeck", de 26 a 27 de junho