“A antropologia é um procedimento de certa forma terrorista. Antropólogos muitas vezes redigem suas pesquisas sem sequer relê-las às pessoas com quem havia falado. O cinema é o veículo que permite realizar a etnografia, esta antropologia partilhada... É esse o milagre do cinema, partilhar com muitos as mesmas emoções”. As palavras de Jean Rouch, o antropólogo-cineasta que vislumbrou o cinema como meio de compartilhar a antropologia, inspiram nossa prática de pesquisa e realização audiovisual e a construção deste espaço.
Antropologia compartilhada, o blog, é uma realização coletiva – iniciada por um grupo de pesquisadores que têm como interlocutores os realizadores de cinema e arte das quebradas. Uma ocupação na rede, construída a partir de relações que temos tecido nos últimos anos, com gente que pensa o cinema como meio de transformação, intervenção, provocação.

Edições Toró

Filed Under (Divulgações, Publicações) by admin on 27-03-2009

Tagged Under :

Reencaminhamos aqui um convite feito pela Edições Toró, que tem divulgado trabalhos feitos na/da/sobre a periferia, para que todos confiram seus últimos lançamentos e produções, que incluem vídeos, entrevistas, pesquisas, programas de rádio, recitais…

_________________________________________________________

SalvÊ!

-Edições Toró pede licença e convida pra chegar nos puxadinhos mais recentes do nosso sítio. O www.edicoestoro.net

-Além de um tecão do nosso último livro lançado em janeiro, o “Lágrima Terra” de Daniel Fagundes e André Pereira, e além das varandas dos vídeos, dos programas de rádio-literatura e dos pedações dos nossos outros 15 livros, agora tu já pode tomar um café nas salas dos Recitais, das Entrevistas e das Pesquisas.

A intenção é dar corda à nossa instiga radiofônica, que já vem de longe. Ao dendê da voz, ao fascínio da palavra. E chamar pra conferir se esse oba-oba em nome de Periferia-Periferia-Periferia, que às vezes
quer nos enforcar pra manter a almofada quente do ibope, tem mesmo fundamento e perspectiva, anunciação e não só anúncio. Espeto ou espetáculo?

No nosso sítio tu pode num clique ouvir direto os programas ou pode ainda continuar baixando livremente pra escutar no teu mp3/pendrive. No escadão, na janela do busão, no banheiro, na firma, na lavação de louça.

Ou levar pras escolas (Como? Que hora? Com quem?). Taí o convite, sincero e necessário, pra controlar a velocidade febril do mouse e detalhar a audição, brisar na leitura com calma e estudar com a gente, pra descobrirmos juntos as diferenças entre informação e conhecimento, as diferenças entre largura e fundura. Então, por este mês:

***

RECITAIS

A singela malandragem, a revolta e a pimenteira dos versos de Akins Kinte, mais o brio, a coberta e as surpresas da Poesia de Elizandra Souza. Com suas vozes, sotaques, ênfase, reticências e exclamações. Com poemas do livro PUNGA e mais inéditos.

***

PESQUISAS

Trazemos as NOSSAS pesquisas na quilombagem da universidade pública, de um povo que não se finca na ilha ou no gabinete pra matutar a experiência e atiçar a ciência:

-A dissertação de mestrado de Mei Hua, que vem da Vila Cruz das Almas, fundos da zona norte, com o trabalho de pesquisa e prática “A Literatura Periférica na Escola”, apresentado na Faculdade de Educação da USP, em janeiro de 2009.

-O trabalho de mestrado de Érica Peçanha do Nascimento, quilombela do Jaraguá, que apresentou em 2006 na pós-graduação da Ciências Sociais da USP a dissertação “ Literatura Marginal: Os escritores da periferia
entram em cena”

-E o trabalho de mestrado de Allan da Rosa, pesquisa e prática a ser defendida agora em 02 de abril na Faculdade de Educação da USP, intitulada “Imaginário, Corpo e caneta: Matriz Afro-brasileira em

Educação de Jovens e Adultos”.

***

ENTREVISTAS

Movimento Hip Hop e Cinema são os dois temas deste março, cada um com três entrevistados. Cada conversa tem mais ou menos 60 minutos. É a mesma leva de um capítulo de novela ou de um meio tempo de futebol com seu intervalo de propagandas dos bancos e melhores lances do 0 a 0. A mesma carrada de juntar o SP TV e o Jornal Hoje com seus edicídios e agrados aos anunciantes.

Os entrevistados são Gaspar (Záfrica Brasil), Tiely Queen (HipHopMulher), Mateus Subverso  (Posse Suatitude – Edições Toró), Rogério Pixote (Cine Becos e Vielas, diretor de “Dois meses e 23 minutos”, “Laroiê” e “Tá me ouvivendo bem?”), Daniel Fagundes (Integrante do NCA, Núcleo de Comunicação Alternativa, co-diretor de “Videolência”, diretor de “Cosmolho” e “Sonho de Várzea”) e Luiz Barata ( Educador em Cinema e Vídeo, trabalha atualmente na entidade Ação Educativa) É isso aí. Pode sintonizar ou saquear e encher a bolsa digital.

__

AXÉ!!!

Edições Toró - Morro do Mineiro, Taboão da Serra, Hemisfério Zona Sul

www.edicoestoro.net