f a p s   2 0 0 9 - r e s u m o



Índices linguísticos de uma fala “gay” masculina e a construção de um significado social
por Ronald Beline Mendes (DL-FFLCH-USP)

Esta apresentação traz a análise de uma variável sociolinguística reportada como saliente na identificação de um modo gay masculino de falar. Tal análise é essencialmente variacionista, tanto do ponto de vista da metodologia quanto dos pressupostos teóricos. Entretanto, a natureza interdisciplinar desse tema permite uma discussão que vai um pouco além dessa delimitação teórico-metodológica, sobretudo no que concerne à construção de identidades sociais e à indexação linguística dessas indentidades. Nesse sentido, além dos resultados de uma pesquisa sobre percepção e avaliação linguísticas sobre o que “soa gay” na fala de homens em São Paulo, essa apresentação abre um espaço para discutir como se dá o processo semiótico de construção de significados sociais sobre a base do gênero/sexo.
 

 

Ronald Beline Mendes é professor de sociolinguística da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Obteve seu título de doutor em linguística em 2004, na UNICAMP, sob orientação da Profa. Dra. Maria Luiza Braga (UFRJ) e do Prof. Dr. Gregory Guy (NYU). Suas pesquisas enfocam o português falado na cidade de São Paulo e a construção linguística de identidades sociais nesse espaço urbano. Recentemente, vem se dedicando à análise dos correlatos linguísticos da variável gênero/sexo em São Paulo.


Sexta-feira, 25 de setembro de 2009
Das 11h30 às 13h00
Prédio de Letras USP, sala 260