Gabriel Steinberg Schvartzman


Resumo

Possui graduação em História pela Universidade de São Paulo (1994), mestrado em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas pela Universidade de São Paulo (2000) e doutorado em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas pela Universidade de São Paulo (2006). Atualmente é professor do Departamento de Letras Orientais da FFLCH/USP. Tem experiência na área de Letras e História, atuando nos seguintes temas: Língua Hebraica moderna, História Judaica, História e Literatura israelenses e Holocausto.

Linhas de pesquisa

  • De língua ancestral a língua nacional: Um percurso histórico da Língua Hebraica.

Artigos completos publicados em periódicos

  • Gerações em conflito nas narrativas de Etgar Kéret. CADERNOS DE LÍNGUA E LITERATURA HEBRAICA, v. 17, p. 75 - 81, 2020.
  • Um órfão na epidemia - conto de Eliyahu Meidanek. CADERNOS DE LÍNGUA E LITERATURA HEBRAICA, v. 16, p. 29 - 45, 2020.
  • O declínio da comunidade judaica do Iraque no romance Rokemet hachalomot mibagdad (A bordadeira dos sonhos de Bagdá) de Ezra Tsabani. Arquivo Maaravi, v. 11, p. 28 - 38, 2017.
  • O tráfico de mulheres e o submundo judaico no romance 'Maasê Betabaat' (O relato do anel), de Ilan Sheinfeld. CADERNOS DE LÍNGUA E LITERATURA HEBRAICA, v. 14, p. 94 - 113, 2016.

Capítulos publicados

  • Bat Harav (A Filha do Rabino) de Yaacov Steinberg. Estudos da Ásia / Visões Multidisciplinares, v. 2, p. 105 - 125, 2019.
  • Um olhar pós-sionista sobre a história e a identidade de Israel na década de 1990. Estudos da Ásia: Artes, tradução e identidades culturais, v. 1, p. 57 - 76, 2017.
  • Dez títulos para conhecer a História do Povo Judeu - Idade Moderna e Contemporânea. Guia bibliográfico da FFLCH, v. 1, p. 1 - 4, 2016.
  • Os dilemas de um mundo em transição no romance Shehol Vekishalon (Perda e Colapso) de Yossef Haim Brenner. Judaísmo e Cultura: Fronteiras em Movimento, v. 1, p. 230 - 241, 2013.
  • Ivrit ou Israelit? A trajetória da Língua Hebraica: Da antiguidade à consolidação do Estado de Israel. Linguagens do Oriente: Territórios e Fronteiras, v. , p. 351 - 366, 2012.