Ex-diretor e professor emérito da FFLCH Gabriel Cohn recebe Prêmio Anpocs

A premiação foi entregue no 42° Encontro Anual da Anpocs, cujo evento teve a participação de diversos professores da área de Ciências Sociais da Faculdade
Por
Eliete Viana
Data de Publicação
Editoria
Institucional
Notícias

 

 

Gabriel Cohn durante entrega do prêmio na Anpocs
Gabriel Cohn durante discurso de agradecimento ao Prêmio Anpocs de Excelência Acadêmica Antônio Flávio Pierucci em Sociologia - Foto: Divulgação Anpocs


De 22 a 26 de outubro, foi realizado o 42° Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (Anpocs), na cidade de Caxambu, Minas Gerais. A abertura oficial do evento, na noite do dia 22, contou com a entrega dos Prêmios Anpocs de Excelência Acadêmica. Na categoria Sociologia, o contemplado foi o professor aposentado da FFLCH Gabriel Cohn. 

Cohn foi diretor da Faculdade de 24 de março de 2006 a 25 de setembro de 2008 e recebeu o título de professor emérito da FFLCH em 2011. Ele tem graduação em Ciências Sociais, mestrado e doutorado em Sociologia, todos pela USP. Ingressou na carreira docente em 1964, junto ao Departamento de Sociologia, transferindo-se a partir de 1988 para o Departamento de Ciência Política.

Foi presidente da Associação dos Sociólogos do Estado de São Paulo (1983-1985); presidente da Sociedade Brasileira de Sociologia (1985-1987), e presidente da Anpocs (2005-2006). Suas linhas de pesquisa concentram-se em sociologia do desenvolvimento, sociologia da comunicação e cultura; teoria social com ênfase em teoria da ação (Max Weber) e em Teoria Crítica da Sociedade (em especial Adorno). Atualmente, é professor visitante na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

O Prêmio Anpocs de Excelência Acadêmica foi criado em 2013, no 37º Encontro Anual, para reconhecer e premiar pesquisadores da área por suas contribuições acadêmicas, produção intelectual e trabalho institucional em prol das Ciências Sociais. 

São entregues três prêmios, considerando-se as diferentes áreas de atuação das Ciências Sociais: Antropologia, Ciência Política e Sociologia, que levam, respectivamente os nomes de Gilberto Velho (1945-2012), Gildo Marçal Brandão (1949-2010) e Antônio Flávio Pierucci (1945-2012) – personalidades que tiveram notável produção intelectual e contribuíram no desenvolvimento institucional da Anpocs, sendo que os dois últimos foram docentes da FFLCH.

Ao longo das cinco edições dos prêmios, outros docentes da Faculdade já foram agraciados. Em 2013: Maria Hermínia Tavares de Almeida e Sérgio Miceli Pessôa de Barros, nas áreas de Ciência Política e Sociologia. No ano seguinte, Eunice Durham e Maria Arminda do Nascimento Arruda, em Antropologia e Sociologia. Em 2015, Maria Isaura Pereira de Queiros, em Sociologia. Em 2016, Lux Boelitz Vidal, em Antropologia. E, em 2017, Maria Tereza Sadek, em Ciência Política. 

Mil cientistas sociais 

livro Lima Barreto – Triste VisionárioNos outros dias do encontro, mais de mil cientistas sociais apresentaram os resultados de suas pesquisas referentes a diversos temas que vão da teoria social e metodologia, passando por temas clássicos e por questões candentes. Foram realizadas 6 Conferências, 43 Mesas-Redondas, 35 Grupos de Trabalho, 45 Simpósios de Pesquisas Pós-Graduadas, 6 Fóruns, 10 Colóquios, 3 minicursos, lançamentos de livros e revistas, workshop, mostra de filmes e exposições fotográficas.

Os professores da FFLCH tiveram participação em diversas destas atividades como conferencistas, apresentadores, ministrantes de minicurso, na coordenação de sessões e expositores. 

No 42º Encontro, também aconteceram duas reuniões do Concurso Brasileiro Anpocs de Obras Científicas e Teses Universitárias em Ciências Sociais – Edição 2018, uma do júri e outra do comitê acadêmico. Na ocasião, foi concedido à professora Lilia Schwarcz, do Departamento de Antropologia da FFLCH, o prêmio de melhor obra científica para o título Lima Barreto – Triste Visionário (Companhia das Letras). A obra foi lançada em 2017 e ganhou o Prêmio APCA 2017 de melhor biografia.