Pesquisas da FFLCH são condecoradas em cerimônia do Prêmio Capes de Tese

As teses premiadas foram realizadas no Programa de Pós-Graduação em Ciência Política e em História Social; e a menção honrosa foi pelo de Antropologia Social
Por
Eliete Viana
Data de Publicação
Editoria
Institucional
Notícias

 

 

No dia 13 de dezembro, foi realizada a cerimônia de entrega da 11ª edição do Prêmio Capes de Tese, na Associação dos Servidores da Câmara dos Deputados, em Brasília. O evento contou com a participação de seis representantes da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP que foram contemplados com o prêmio ou menção honrosa.

Na cerimônia, foram agraciados os 49 trabalhos de doutorado de maior destaque em cada área do conhecimento, as três melhores teses do Brasil nas grandes áreas de exatas, biológicas e humanas; além da entrega de menções honrosas a outros 81 trabalhos, todos defendidos em 2017. O prêmio constitui-se de certificado, medalha e bolsa de pós-doutorado.
 

premiação Capes
 A aluna Gabriela Aparecida dos Santos e a professora do Departamento de História da FFLCH Leila Maria Gonçalves Leite Hernandez na cerimônia de entrega do Prêmio Capes de Tese - Foto: Arquivo Pessoal


As duas teses premiadas da FFLCH foram nas áreas de Ciência e Relações Internacionais e História.

A primeira foi realizada por Roberta Kelly Soromenho Nicolete, com o título De Reims a Varennes: As linguagens da autoridade política na França revolucionária, orientada pela professora Eunice Ostrensky e coorientação do professor Frédéric Brahami, da Escola de Estudos Avançados em Ciências Sociais, França, no Programa de Pós-Graduação em Ciência Política.

A segunda pesquisa foi feita por Gabriela Aparecida dos Santos, intitulada "Lança presa ao chão": guerreiros, redes de poder e a construção de Gaza (travessias entre a África do Sul, Moçambique, Suazilândia e Zimbábue, século XIX). A orientação foi da professora Leila Maria Gonçalves Leite Hernandez, pelo Programa de Pós-Graduação em História Social.

Em entrevista concedida ao site da Capes, Gabriela comemorou ter sido contemplada. “Receber o prêmio Capes é um momento muito especial e muito feliz na minha trajetória pessoal, e um importante reconhecimento do meu trabalho”, destacou.


Confira mais informações sobre a pesquisa de Gabriela no site da Capes.

A menção honrosa que a Faculdade recebeu foi dada para a tese na área de Antropologia/Arqueologia, com o título A educação vem de casa: família e escola na periferia de São Paulo. A autoria é de Nicolau Dela Bandera Arco Netto, com orientação da professora Ana Claudia Duarte Rocha Marques e do professor Roberto Kant de Lima, da Universidade Federal Fluminense. O trabalho foi desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social.

As teses defendidas na FFLCH e em todas as Unidades da USP estão disponíveis para acesso ao público em geral na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da Universidade.


13 anos

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação do Ministério da Educação (MEC), criou o Prêmio Capes de Tese em 2005, o qual reconhece os melhores trabalhos de conclusão de doutorado defendidos no Brasil em cada uma das 49 áreas do conhecimento. Duas teses em cada uma das áreas também podem receber menção honrosa.

Os premiados também concorrem ao Grande Prêmio Capes de Tese, que destaca as melhores pesquisas nas grandes áreas: Engenharias, Ciências Exatas e da Terra e Multidisciplinar (Materiais e Biotecnologia); Ciências Biológicas, Ciências da Saúde e Ciências Agrárias; e Ciências Humanas, Linguística, Letras e Artes e Ciências Sociais Aplicadas e Multidisciplinar (Ensino). Em cada edição, o Grande Prêmio homenageia pesquisadores de alta relevância para a ciência nacional.

Os critérios de premiação consideram diversos critérios: originalidade do trabalho; relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação; e o valor agregado pelo sistema educacional ao candidato.

Com informações da Coordenação de Comunicação Social da Capes