Calouros se matriculam e conhecem a estrutura da FFLCH

Além da confirmação presencial da vaga, os ingressantes receberam o kit calouro, conversaram com os veteranos sobre a grade curricular; ganharam livros e flores; e puderam visitar os 25 estandes dos serviços oferecidos pela Faculdade
Por
Eliete Viana
Data de Publicação
Editoria
Institucional
Notícias

 

 

diretora faz saudação aos calouros
A diretora da Faculdade deu as boas-vindas aos ingressantes - Foto: Fábio Nakamura / STI-FFLCH 


Os calouros dos cursos de Ciências Sociais, Geografia, Filosofia, História e Letras da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP confirmaram presencialmente a matrícula nos dias 27 e 28 de fevereiro. Neste contato institucional com os funcionários, professores e alunos da Faculdade, os calouros puderam melhor conhecer e tirar dúvidas sobre a nova jornada deles nos próximos anos.

No primeiro dia de matrícula, a diretora da Faculdade, Maria Arminda do Nascimento Arruda, fez uma saudação aos calouros e aos familiares que os acompanhavam, destacando as várias áreas de estudo, a grandiosidade da FFLCH – composta de cerca de 16 mil pessoas, entre professores, alunos de graduação e pós-graduação, funcionários e os participantes dos cursos de extensão – e a sua missão. 

“Nosso primeiro compromisso é formar com alta qualidade. Pois, a formação pressupõe uma questão maior, que não é só de conteúdo, mas focada na formação humana”, destacou.
 

monitores do curso de História orientam nova aluna
Veteranos do curso de História, Felipe Kuzma e Beatriz Verdasca, que atuaram como monitores na matrícula - Foto: Fábio Nakamura / STI-FFLCH 


Maria Arminda também reforçou outro compromisso importante: a preservação do patrimônio da Faculdade. “Preservem os prédios, como esse dos cursos de Geografia e História [Edifício Eurípedes Simões de Paula] que está em reforma. Zelar pelo patrimônio e cultura é zelar pela civilização. Tenham orgulho de ser da Faculdade de Filosofia, assim como eu tenho, que estudei aqui e me tornei diretora”. Por fim, ela deu um conselho aos ingressantes. “Vivam e aproveitem este período da graduação, que foi um dos melhores da minha vida!”, enfatizou.

Mais informação 
 

Após a confirmação da matrícula nos Auditórios Nicolau Sevcenko para os calouros de Letras e no Milton Santos para os outros quatro cursos, os ingressantes retiravam com os 10 alunos monitores o kit calouro oferecido pela Faculdade – contendo um catálogo com dados da Unidade e a infraestrutura oferecida aos alunos; uma agenda; e outros informes da USP. 
 

estande do Departamento de Geografia
Durante os dias de matrícula, as equipes dos estandes, como o do Departamento de Geografia, apresentaram as diversas atividades que os calouros vão encontrar na Faculdade - Foto: Fábio Nakamura / STI-FFLCH


Na conversa com os veteranos, eles aproveitavam para questioná-los sobre a grade curricular, quais disciplinas são mais difíceis, a assistência social oferecida na Universidade; além de questões extraclasse, como o transporte público mais indicado para chegar na FFLCH, a locomoção pela Cidade Universitária. Este contato é importante porque os calouros recebem informações diretamente de outros alunos, que falam a mesma linguagem deles e entendem as suas dúvidas.

Depois, no Anfiteatro de História, os novos alunos podiam escolher livros para levar. Saindo deste local, recebiam mini-arranjos florais da atividade vivência de flores, baseada no aprendizado do curso de ikebana oferecido na Casa de Cultura Japonesa – uma iniciativa da Comissão de Graduação e de funcionárias da FFLCH para presentear os calouros e também divulgar os cursos de extensão.   
 

professora Mona e familiares de aluna
A presidente da Comissão de Graduação da FFLCH, Mona Mohamad Hawi, entre a avó (à esquerda) e a tia de uma caloura, as quais vieram cumprimentá-la pela organização e recepção na matrícula presencial - Foto: Fábio Nakamura / STI-FFLCH


No pátio do Edifício Eurípedes Simões de Paula, os calouros conferiam em 25 estandes parte das atividades e dos serviços oferecidos pela Faculdade em um só local, que normalmente ficam espalhadas nos seis prédios didáticos e administrativos. 

Um dos setores institucionais presentes foi a Pesquisa e iniciação científica, no qual os calouros tiveram as primeiras orientações acadêmicas a respeito e conheceram as várias possibilidades que uma Universidade voltada ao ensino, pesquisa e extensão pode proporcionar.