Espécies de Melica I: Partênio e Epitalâmio | Estudos Clássicos em Dia

A professora Giuliana Ragusa apresenta algumas espécies de mélica e a forma como abordam o período de transição das mulheres para a vida adulta

Por
Paulo Martins e Renan Braz
Data de Publicação


A professora Giuliana Ragusa, do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas, apresenta algumas espécies de mélica e a forma como abordam o período de transição das mulheres para a vida adulta.

Giuliana Ragusa graduou-se em Letras, em 1999, pela Universidade de São Paulo, onde também tornou-se mestre, em 2003, com a dissertação “Fragmentos de uma deusa: a representação de Afrodite na lírica de Safo”. Seu doutorado foi realizado na Universidade de São Paulo com um período sanduíche na Universidade de Wisconsin, tornando-se doutora, em 2008, com a tese “Imagens de Afrodite: variações sobre a deusa na mélica grega arcaica”. Possui pós-doutorado na área de literatura clássica com especialidade em língua grega pela Universidade de Wisconsin (2013).

Atua lecionando e pesquisando sobre língua e literatura grega. Atualmente, dedica-se à representação de Afrodite na mélica tardo-arcaica de Píndaro.

Sugestão de Leitura:

Traduções recentes (livros) de Álcman e Safo, com comentários sobre a mélica e suas espécies

Ragusa, G. (org., trad.). Lira grega: antologia de poesia arcaica. São Paulo: Hedra, 2013.

Ragusa, G. (org., trad.). Safo de Lesbos. Hino a Afrodite e outros poemas. 2ª ed. revista, ampliada e bilíngue. São Paulo: Hedra, 2021.

Alguns estudos gerais e sobre o partênio e o epitalâmio

Budelmann, F. (ed.). The Cambridge Companion to Greek lyric. Cambridge: University Press, 2009.

Clark, C. A. “The gendering of the body in Alcman’s Partheneion 1: narrative, sex and social order in archaic Sparta”.  Helios 23, 1996, pp. 143-72.

Hague, R. H. “Ancient Greek wedding songs: the tradition of praise”. Journal of Folklore Research 20, 1983, pp. 131-43.

Ingalls, W. B. “Ritual performance as training for daughters in archaic Greece”. Phoenix 54, 2000, pp. 1-20.

Klinck, A. L. “Male poets and maiden voices: gender and genre in Pindar and Alcman”. Hermes 129, 2001, pp. 276-9.

Ragusa, G. “A coralidade e o mundo das parthénoi na poesia mélica de Safo”. Revista Aletria
29.4, 2019, pp. 85-111. (https://doi.org/10.17851/2317-2096.29.4.85-111)

Ragusa, G.; Brunhara, R. “Paideia na ‘lírica’ grega arcaica: a poesia elegíaca e mélica”. Filosofia e Educação 9, 2017, pp. 45-62. (https://doi.org/10.20396/rfe.v9i1.8648422)

Swift, L. A. The hidden chorus. Echoes of genre in tragic lyric. Oxford: University Press, 2010.