FFLCH debate temas ambientais da atualidade

Nos dias 6 e 7 de junho, docentes da Unidade vão falar das suas pesquisas e discutir sobre darwinismo, terras indígenas e biodiversidade; recursos naturais, mineração e a obra de Drummond; uso de agrotóxicos; mudança climática e os acordos internacionais
Por
Eliete Viana
Data de Publicação
Editoria
Institucional
Notícias



Matéria atualizada dia 30/05/2019, às 16h

 

evento Meio Ambiente na FFLCH
Um exemplo da temática ambiental nas Ciências Humanas é o livro Maquinação do mundo (Companhia das Letras), que percorre a obra de Drummond e a história da mineração. A obra foi publicada em 2018 pelo professor José Miguel Soares Wisnik, que é um dos participantes do evento promovido pela FFLCH

 

A Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP promove, nos dias 6 e 7 de junho, o evento Meio Ambiente na FFLCH, para marcar o Dia Mundial do Meio Ambiente – comemorado no dia 5 de junho – e a Semana Nacional do Meio Ambiente, aproveitando para divulgar parte das pesquisas realizadas na Unidade sobre o tema.

A FFLCH possui diversas pesquisas relacionadas à temática ambiental, apesar de não oferecer curso de graduação ligado às Ciências Biológicas e às da Terra, áreas comumente associadas ao tema. O evento, organizado pela Comissão de Cultura e Extensão da Faculdade, pretende ressaltar justamente que o meio ambiente é um complexo das relações sociais, econômicas, culturais, etc. e a materialidade da natureza.
 
“[A ideia] foi exatamente mostrar que a FFLCH tem atuação de ensino, pesquisa e extensão na área ambiental, explicitando que o meio ambiente é multi e transdisciplinar e não exclusivamente entendido por aspectos físicos ou biológicos”, destaca o presidente da Comissão, Yuri Tavares Rocha, docente do Departamento de Geografia – cuja pesquisa aborda os seguintes temas: Biogeografia, Fitogeografia, Paisagem, Geografia Física e Planejamento Ambiental.

No primeiro dia, 6 de junho, os assuntos abordados serão: darwinismo ontem e hoje, terras indígenas e biodiversidade; recursos naturais e mineração: casos de Mariana e Brumadinho; a obra de Drummond e a atividade mineradora. E, no dia 7, serão debatidos: uso de agrotóxicos, a variabilidade e mudança climática; e os tratados internacionais de meio ambiente, como o Acordo de Paris sobre mudanças climáticas.

Para o debate, foram convidados os professores: Francisco Assis de Queiroz, Marta Rosa Amoroso, Wagner Costa Ribeiro e José Miguel Soares Wisnik, no primeiro dia; e Larissa Mies Bombardi, Maria Elisa Siqueira Silva e João Paulo Candia Veiga, no dia 7. Os setes professores são das áreas de Antropologia, Ciência Política Geografia, História e Literatura, demonstrando que o meio ambiente está presente de diversas formas na Faculdade.

O presidente da Comissão de Cultura e Extensão Universitária lembra que as questões ambientais estão sendo alvo de propostas de mudanças, as quais justamente colocam em risco o meio ambiente, e dentro deste contexto “as Ciências Humanas e a FFLCH têm produção acadêmica e crítica, com lastro científico, para contribuir para a análise dessas propostas”, reforça.

A participação no evento Meio Ambiente na FFLCH é gratuita, aberta à comunidade universitária e à sociedade em geral, sem necessidade de inscrição.

As mesas de debate serão realizadas nos dias 6 e 7 de junho, das 18h às 19h30, no Auditório Milton Santos do Edifício Eurípedes Simões de Paula (Geografia e História), localizado na Av. Prof. Lineu Prestes, 338 - Cidade Universitária, São Paulo.

Mais informações pelo telefone: 3091-4645 ou por e-mail: agenda@usp.br