Público da terceira idade pode cursar disciplinas na graduação da FFLCH

A participação é gratuita. As matrículas estarão abertas de 22 a 26 de julho, ou enquanto houver vagas, e devem ser feitas presencialmente. As 60 vagas disponíveis serão preenchidas de acordo com a ordem de chegada
Por
Eliete Viana
Data de Publicação



Matéria atualizada em 19/07/2019, às 15h37
 

foto Paulo Takashi Takeuti
Desde 2017, Paulo Takashi Takeuti frequenta disciplinas da graduação pelo programa Universidade Aberta à Terceira Idade, na FFLCH e em outras Unidades da USP. As aulas do programa estão entre as atividades que o aposentado gosta de fazer junto com as viagens dentro e fora do país, como a imagem acima retrata - Foto: Arquivo Pessoal 



O público com 60 anos ou mais tem a oportunidade de frequentar gratuitamente as aulas de disciplinas regulares da graduação da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. 

A iniciativa faz parte do programa Universidade Aberta à Terceira Idade (UATI) da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU) da Universidade, cuja realização está na 51ª edição – as atividades são oferecidas semestralmente, em duas edições por ano.

São 60 vagas oferecidas em 18 disciplinas realizadas neste segundo semestre, cujas aulas começam em agosto. As vagas são da área de Letras, nos temas de Literatura, Línguas e Cultura. 

O período de matrícula começa no dia 22 e vai até o dia 26 de julho, ou enquanto houver vagas. Para cursar as disciplinas regulares de graduação, o candidato da UATI deve ter concluído o ensino médio. Após o término das aulas, os alunos têm direito a um comprovante de participação, emitido pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária. Mais detalhes sobre o programa podem ser encontrados no site da PRCEU.

Confira, abaixo, a relação das disciplinas e o número de vagas reservadas à terceira idade em cada uma delas. 

tabela


Matrículas presenciais

As matrículas são gratuitas e devem ser feitas presencialmente ou por procuração simples – apresentar RG, CPF ou carteirinha USP (para a comunidade USP) – do dia 22 a 26 de julho, ou enquanto houver vagas disponíveis, das 9h às 16h45, no prédio da Diretoria e Administração da FFLCH, localizado na Rua do Lago, 717, no Serviço de Cultura e Extensão Universitária, sala 126 – Cidade Universitária, São Paulo.

As 60 vagas disponíveis serão preenchidas de acordo com a ordem de chegada, sem necessidade de processo seletivo. 

Mais informações com o Serviço de Cultura e Extensão Universitária da FFLCH pelo telefone: (11) 3091-4645 ou por e-mail: agenda@usp.br.

Aluno frequente

O programa Universidade Aberta à Terceira Idade oferece vagas em disciplinas regulares de graduação, atividades complementares didático-culturais e físico-esportivas em todos os campi da USP. O objetivo é proporcionar uma formação e aprimoramento constante para a terceira idade, através da aquisição de novos conhecimentos, promoção da saúde, o bem-estar psicológico, social e da cidadania e, ao mesmo tempo, estimular a troca de saberes entre as gerações.

Esta troca de conhecimento entre as gerações acontece principalmente durante as disciplinas regulares dos cursos de graduação, no qual o público da terceira idade pode conviver com os alunos e não realizam atividades voltadas só para quem tem mais de 60 anos, expandindo seus horizontes. 

“Acho ótima esta integração, pois participamos das aulas junto com os alunos mais jovens”, destaca Paulo Takashi Takeuti, que tem 71 anos e trabalhou por 35 anos no setor financeiro. No primeiro semestre deste ano, Takeuti frequentou na FFLCH a disciplina Cultura Chinesa I e, como gostou do conteúdo abordado, agora pretende se matricular na continuação dela, que é a Cultura Chinesa II.

Além da disciplina na FFLCH, no primeiro semestre ele fez Astronomia para a terceira idade e também Meteorologia, ambas no Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Porém, não foi a primeira vez que Takeuti participou de alguma atividade do programa da PRCEU. Ele fez Introdução à Astronomia no IAG, em 2017. No ano seguinte, fez História Medieval na FFLCH e Meditação Dirigida na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ).

“O bom de fazer aulas de conteúdos diferentes a cada semestre é que conheço também pessoas diferentes e faço novas amizades”, comenta Takeuti.

Durante oito anos, o aposentado Takeuti já participou de outro programa voltado à terceira idade em outra universidade da cidade de São Paulo, mas que não contemplava esta integração. Porque as atividades eram feitas só com o público de 60 anos ou mais.

Mas, antes de começar a frequentar as atividades da UATI na Cidade Universitária, o aposentado pensava que seria ruim deslocar-se até a região do Butantã, pois mora no bairro da Saúde, o que hoje não é um problema. “Estou gostando da USP. Tem bastante lugar para estacionar e o estacionamento não é pago, e o ambiente é bom, pois a Cidade Universitária tem muito verde e é bastante agradável.