Docente de Rondônia comenta a dispersão geográfica da Covid-19 na Amazônia Legal

Nesta segunda edição do seminário virtual Pandemia: passado, presente e o futuro?, gravado no dia 13 de abril, a convidada é a geógrafa e professora da UNIR Madalena Cavalcante
Por
Eliete Viana
Data de Publicação

 

 

mapa da Amazônia Legal

A Amazônia Legal corresponde a uma área formada por nove estados, os quais são citados no mapa - Foto: Imazon



Está disponível a segunda edição do seminário Pandemia: passado, presente e o futuro?, gravado no dia 13 de abril, que tem o objetivo de expor diversos pontos de vista sobre a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), ressaltando as implicações geográficas no âmbito da Geografia Política e demais áreas do conhecimento geográfico.

A convidada foi a geógrafa Madalena Cavalcante, professora da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), que é líder do Grupo de Pesquisa em Geografia e Ordenamento do Território na Amazônia (GOT-Amazônia). Suas linhas de pesquisa têm ênfase em conflitos socioambientais, unidades de conservação, desmatamento, mudança no uso e cobertura da terra, impactos ocasionados pela implantação de grandes obras de infraestrutura (hidrelétricas, rodovias e hidrovias) na organização do território na Amazônia e Crimes Ambientais.

Em sua participação, a docente comenta a dispersão geográfica da Covid-19 na Amazônia Legal e da rede que os pesquisadores criaram para acompanhar a evolução dos casos.

A Amazônia Legal corresponde a uma área formada por nove estados e abrange toda a região Norte, além de partes do Centro-Oeste e do Nordeste, em ordem alfabética: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, e Maranhão. Esta região tem cerca 5 milhões de quilômetros quadrados, ou 59% de todo o território nacional. O conceito foi criado em 1953 para que o governo planejasse o desenvolvimento econômico de toda a região de forma integrada. Como a Amazônia Legal foi criada com foco no desenvolvimento econômico, em seu território não há só floresta amazônica, mas também áreas de matas de transição e outros biomas. 

Reunião semanal 

Este seminário virtual é uma iniciativa do professor do Departamento de Geografia Wagner Costa Ribeiro, realizada através das disciplinas que ele ministra neste semestre na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP: Geografia Política e Geografia Regional do Brasil IV – Amazônia.

A ideia é realizar uma reunião semanal, às segundas-feiras, até o fim do distanciamento social, que está em vigor para evitar a expansão da pandemia do Covid-19. As reuniões serão gravadas e disponibilizadas no canal do Youtube e nas demais redes sociais da FFLCH.

A edição desta semana pode ser acessada pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=LGQmvx70zqQ&list=PL-A0PPdfxKsw4iooCGDwxsLhgX8uFxNpr&index=2

A primeira edição também pode ser conferida na playlist criada para o seminário: https://www.youtube.com/watch?v=yc-N2ecwaFc&list=PL-A0PPdfxKsw4iooCGDwxsLhgX8uFxNpr 

Mais informações com o professor Wagner Costa Ribeiro: wribeiro@usp.br