A distinção foi recebida pelo melhor paper de estudante de pós-graduação da Seção de História da Sociologia para 2020

Por
Eliete Viana
Data de Publicação
Editoria

 

Romulo Lelis Lima, doutorando do programa de pós-graduação em Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, recebeu prêmio pelo melhor paper de estudante de pós-graduação da Seção de História da Sociologia para 2020 da American Sociological Association (ASA) – Associação Americana de Sociologia.

O trabalho apresentado foi The Great Transformation: The Durkheimian Sociology of Religion from Emile Durkheim to Henri Hubert (A Grande Transformação: A Sociologia Durkheimiana da Religião de Emile Durkheim a Henri Hubert), que foi enviado em março e o informe sobre o prêmio foi em agosto, durante conferência virtual da ASA – normalmente é realizada anualmente em alguma cidade dos Estados Unidos, mas por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) foi feita de forma remota.

O doutorando destaca que o prêmio “é um reconhecimento profissional” de todo o trabalho que ele vem realizando em sua área de pesquisa. No anúncio sobre a premiação no site da Associação é ressaltada a importância do trabalho – que pode ser conferido na edição nº 30 da Timelines Newsletter.


“Lelis apresenta a tese provocativa de que, por causa de sua leitura de Hubert, as visões de Durkheim sobre a religião foram transformadas de uma "sociologia da transparência" para uma "sociologia da transfiguração", esta última mais notavelmente articulada em As formas elementares de vida religiosa. No geral, o artigo representa uma pesquisa importante e original, não apenas na história da sociologia, mas também nos campos da teoria sociológica e da sociologia da religião”.
 

A Associação é uma das mais importantes na área. Apesar de ser criada nos Estados Unidos, recebe trabalhos de pesquisadores e profissionais de todos os lugares. Possui mais de 50 seções, como se fossem grupos temáticos. Cada seção concede três prêmios: para o melhor paper de estudante de pós-graduação, melhor trabalho publicado na área pelos professores que já atuam na área, os quais podem participar com artigo publicado ou a publicação de um livro; e pelo conjunto da obra, que é indicado pelos pares.

Formação 

O pesquisador tem graduação em Ciências Sociais, bacharelado e licenciatura, pela USP. Ele ingressou no mestrado em 2015, mas na qualificação foi orientado a fazer o doutorado direto. A previsão é que sua tese seja defendida no primeiro semestre de 2021, intitulada A colaboração entre Durkheim e Mauss: a escola durkheimana e o programa de pesquisa em 'sociologie religieuse', com orientação do professor Fernando Antonio Pinheiro Filho, do Departamento de Sociologia.

Ele tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Teoria Social e Sociologia da Religião, atuando principalmente nos seguintes temas: sociologia durkheimiana e evangélicos. O interesse pela obra de Émile Durkheim (1858-1917) vem desde à época da graduação, na qual fez três anos de iniciação científica, que culminou no seu projeto de conclusão de curso: Entre fatos sociais e fenômenos religiosos: sobre a definição e a natureza dos fenômenos sociais em Durkheim e Mauss, orientada por Alexandre Braga Massella, também do Departamento de Sociologia.

Durante o doutorado, ele realizou estágio de pesquisa na University of Oxford, Inglaterra, no ano de 2018. Voltou ao Brasil em 2019 e continuou com interesse em fazer pesquisa em outro país de língua inglesa, por causa da rede de pesquisadores anglófonos que estudam Durkeim, apesar dele ser francês. Então, em janeiro de 2020, foi para os Estados Unidos, para pesquisar na New York University, onde está atualmente e voltará em outubro. Suas pesquisas, desde a iniciação científica até os períodos no exterior, foram financiadas pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

No momento, o doutorando está trabalhando para aprimorar o paper, que é uma parte específica de sua tese de doutorado, em uma revista especializada da área.

Outros prêmios

Em 2013, durante a graduação, participou do Congresso da Sociedade Brasileira de Sociologia, que ocorreu em Salvador, Bahia, apresentando pôster no evento. Na ocasião, ficou em segundo lugar no Prêmio Sociólogos do Futuro, destinados aos alunos de graduação, entre mais de 800 pôsteres participantes.