Programas de Pós-Graduação da FFLCH obtêm excelente desempenho na avaliação da Capes

9 programas subiram na avaliação e os outros 14 mantiveram suas notas. Sendo assim, nenhum dos programas caíram de classificação

Por
Eliete Viana
Data de Publicação
Galeria de Imagens


A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou o resultado preliminar da Avaliação Quadrienal dos programas de pós-graduação stricto sensu (mestrados e doutorados) do Brasil, no período de 2017 a 2020.

Dos 23 programas de pós-graduação da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, 9 tiveram aumento na nota e os outros 14 programas mantiveram o conceito obtido na avaliação anterior, entre os anos de 2013 a 2016 e publicada em 2017.

"A Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas está extremamente orgulhosa dos seus 23 programas de pós-graduação", comentou o diretor da FFLCH, Paulo Martins. Sobre os programas que mantiveram as notas, o diretor ressaltou que "a manutenção de notas elevadas já se considera um avanço. Porque manter uma nota elevada demanda um esforço tremendo por parte dos professores e dos funcionários que fazem a gestão destes programas".

Na avaliação, 3 programas receberam o conceito máximo da Capes, a nota 7, e 6 programas foram avaliados com a nota 6, estes dois conceitos são considerados com padrão internacional de qualidade. E 8 programas obtiveram a nota 5. No total, 17 programas atingiram nível de excelência, com conceitos 5, 6 e 7, o que representa 73,91% do total de programas de pós-graduação da FFLCH.

Somente 6 programas foram classificados com a nota 4, sendo que dois deles oferecem o mestrado mas não o doutorado – Língua, Literatura e Cultura Japonesa e o Mestrado Profissional em Letras – e por isso não poderiam ser classificados com notas 6 e 7 pelos critérios da Capes. Nenhum programa foi avaliado com notas 3, 2 ou 1, essas duas últimas determinam o descredenciamento dos programas. 

"[Nota 4 é] Longe de ser uma nota baixa. São programas que vão requerer por parte da Faculdade e dos Departamentos uma atenção maior. Temos que encontrar os problemas que foram levantados para que eles tivessem essa nota. [Em geral,] A FFLCH deve se orgulhar tremendamente dos números das avaliações que teve. Mas, a avaliação é um instrumento. É um instrumento que a gente deve valorizar sim. Entretanto, essa avaliação é externa. [Sendo assim], nós não devemos deixar de cuidar também da nossa avaliação interna. Observar aquilo que foi dito por pares externos à USP a respeito dos nossos programas de pós-graduação, fazer uma reflexão crítica a respeito destas avaliações, levar em consideração aquilo que se coaduna com o que é importante e desconsiderar o que nós achamos e temos a certeza que estamos fazendo corretamente. Estamos diante deste quadro, o qual vale lembrar que começou a ser observado há um bom tempo, mais de quatro anos, com uma Comissão de Pós-Graduação muito ciosa e atenta às necessidades dos programas, com uma Direção também preocupada com isso e com coordenadores de pós-graduação valiosíssimos, que puderam levar a cabo as necessidades ou cumprir com as suas funções e transformar as necessidades em realizações", explicou o diretor. 
 

Gráfico desempenho Avaliação Quadrienal da Capes
O excelente desempenho dos programas de pós-graduação da FFLCH está expresso no gráfico - Arte: Beatriz Alves/FFLCH-USP


Comissão de Pós-Graduação

O desempenho da Faculdade também foi celebrado pela presidente da Comissão de Pós-Graduação, Claudia Amigo Pino. "Os resultados da avaliação Capes divulgados oficialmente no início desta semana foram muito positivos para a Faculdade. 40% dos programas de pós-graduação da FFLCH subiram de nota (9 programas) e os outros 60% (13 programas) mantiveram suas notas. Entre os programas que subiram as notas, destaca-se o programa de História Social, que obteve nota máxima (7) e Literatura Brasileira e Geografia física, que atingiram o estrato de excelência, subindo sua nota de 5 para 6. Assim, a Faculdade neste momento conta com 9 programas com notas 6 e 7, dentro do regime PROEX (Programa de Excelência Acadêmica). A Faculdade também aumentou os programas nota 5 (de 5 para 8 programas) e diminuiu a quantidade de programas nota 4 (de 10 para 6 programas). Nenhum programa teve nota inferior a 4". 

O vice-presidente da Comissão de Pós-Graduação, Edelcio Gonçalves de Souza, em apresentação sobre a Avaliação Quadrienal, na 406ª sessão ordinária da Congregação, realizada nesta quinta-feira, dia 15, destacou que o bom resultado se deve também ao cuidado com a forma que os coordenadores dos programas de pós-graduação preencheram os dados na Plataforma Sucupira e a contratação de estagiários para auxiliar este preenchimento. 

Souza adiantou que a Comissão de Pós-Graduação pretende fazer um seminário para avaliar o desempenho obtido nos programas, mas ainda não tem uma data marcada.

Como este é um resultado preliminar da Avaliação Quadrienal, cabe recurso destas notas, o que a Faculdade vai fazer em relação a alguns programas. O resultado final da Avaliação será divulgado em dezembro.

Na USP

A USP teve 260 programas avaliados, sendo que 220 deles possuem cursos de mestrado e doutorado; 15, apenas com mestrado; e 25, apenas com mestrado profissional.

No caso da Universidade, 51 dos 260 programas avaliados receberam nota 7, considerado o conceito mais alto da classificação. Na avaliação passada, esse número foi de 50. Além desses cursos que obtiveram a nota máxima, 57 receberam o conceito 6, indicando um desempenho equivalente a padrões internacionais de qualidade. Outros 78 programas ficaram com a nota 5, ou seja, do total de programas avaliados, 71,5% atingiram nível de excelência (com conceitos 5, 6 e 7).

A Capes também avaliou 58 programas da USP com nota 4 e 15 receberam o conceito 3, o que significa desempenho regular, mas que atende aos padrões mínimos de qualidade. Apenas 1 programa da USP recebeu a nota 2.

Avaliação 

A cada 4 anos, desde 1976, a Capes promove a avaliação dos cursos de pós-graduação stricto sensu no Brasil, a chamada Avaliação Quadrienal, que nesta edição foi durante os anos de 2017 a 2020. 

Essa avaliação se dá a partir de critérios elaborados por sugestão da própria comunidade acadêmica, por meio dos 147 coordenadores de área (titulares e adjuntos) e mais de 4.500 professores e pesquisadores que compõem as respectivas comissões. Esse procedimento é consolidado, em seguida, pelo Conselho Técnico-científico do Ensino Superior (CTC-ES) em fichas de avaliação. 

Entre os critérios da avaliação estão a proposta do programa, análise do corpo docente, análise do corpo discente e trabalhos de conclusão, produção intelectual e inserção social. Os cursos são separados em 49 áreas de avaliação e analisados por comissões específicas para cada área.

Neste processo são atribuídas notas de 1 a 7, sendo que o patamar mínimo, para o nível mestrado, é 3. Os programas de nota 4 são avaliados como bom, o conceito 5 é dado para os programas classificados como consolidados, e, os programas que alcançam os conceitos 6 e 7 são considerados de excelência.

Esse modelo de avaliação foi implementado em 1998 e é constituído por critérios como "programa", "formação" e "impacto na sociedade". É a partir dos conceitos atribuídos pela avaliação, que os programas obtêm a renovação do reconhecimento para continuarem funcionando, no período subsequente.

Pós-Graduação em números

A FFLCH é a Unidade de Ensino e Pesquisa da USP que tem o maior número de programas e de alunos de pós-graduação na Universidade. Atualmente, a FFLCH tem 23 programas de pós-graduação e 3.040 alunos matriculados, sendo 1.416 no mestrado, 1.547 no doutorado e 77 no doutorado direto*.


No período desta avaliação da Capes, de 2017 a 2020, ocorreram ao todo 2.282 defesas de dissertações e teses, 1.224 de mestrado e 1.058 de doutorado.

 

PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO QUADRIÊNIO 2013 - 2016 QUADRIÊNIO 2017 - 2020
Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa 5  5   
Estudos Linguísticos e Literários em Inglês 4 5  
Estudos Linguísticos, Literários e Tradutológicos em Francês 5 Avaliado como LETRA
Letras Estrangeiras e Tradução LETRA (curso novo) -  5   
Filologia e Língua Portuguesa 4 5  
Letras Clássicas 4 5  
Língua e Literatura Alemã 4  4   
Língua, Literatura e Cultura Italianas 4 5  
Língua, Literatura e Cultura Japonesa 4  4   
Língua Espanhola e Literaturas Espanhola e Hispano-Americana 4 5  
Literatura Brasileira 5 6  
Literatura Portuguesa 4  4   
Mestrado Profissional em Letras 4  4   
Linguística 6  6   
Teoria Literária e Literatura Comparada 5  5   
Antropologia Social 6  6   
Ciência Política 7  7   
Filosofia 7  7   
Geografia Humana 6  6   
Geografia Física 5 6  
História Econômica 3 4  
História Social  6 7  
Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades 4  4   
Sociologia 6  6   


*Dados coletados em 15/09/2022, no Portal de Dados da FFLCH