Google homenageia Milton Santos, geógrafo e professor emérito da FFLCH

O tributo marca o dia em que ele ganhou, em 1994, o Prêmio Vautrin Lud de Geografia, na França, considerado o Nobel da área
Por
Eliete Viana
Data de Publicação
Editoria
Notícias

 

doodle com Milton Santos
Doodle do Google homenageia Milton Santos - Foto: Google/Reprodução


Nesta segunda-feira, dia 1º de outubro, quem foi fazer alguma pesquisa utilizando o Google se deparou com uma homenagem que a empresa fez ao geógrafo Milton Santos (1926-2001) e professor emérito da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.

A data marca o dia em que ele ganhou, em 1994, o Prêmio Vautrin Lud de Geografia, na França, considerado o Nobel de Geografia. Milton foi o primeiro brasileiro a realizar este feito.

O geógrafo nasceu em 3 de maio de 1926, na cidade de Brotas de Macaúbas, na Bahia, e faleceu em 24 de junho de 2001, em Sao Paulo, SP.

Santos foi professor titular do Departamento de Geografia da FFLCH, onde lecionou Geografia Humana de 1983 a 1997, e da qual recebeu o título de professor emérito, em 1997.

Ele ficou conhecido por suas pesquisas e publicações sobre as realidades geográficas locais e urbanização, principalmente nos países subdesenvolvidos, o que ajudou na reflexão sobre os rumos da humanidade com um viés socioeconômico e ambiental, sendo considerado como um dos principais estudiosos de sua área.

Homenagens na Universidade

Em 6 de agosto deste ano, a FFLCH e os alunos de Geografia homenagearam o professor Milton Santos dando o seu nome ao Auditório de Geografia, no edifício Eurípedes Simões de Paula, mais conhecido como prédio de Geografia e História.

O anúncio da nomeação aconteceu durante o primeiro dia de atividades da I Semana de Geografia da África: A diáspora em discussão. Essa Semana foi idealizada após o trabalho de campo feito na disciplina optativa Geografia Regional I – África, ministrada pelo professor Eduardo Donizeti Girotto, no primeiro semestre deste ano, no qual visitaram comunidades de matriz africana na Costa do Dendê, Bahia.

Em 2017, o Conselho Universitário da USP aprovou por unanimidade, na sessão realizada no dia 26 de setembro, a criação da Praça Milton Santos, na Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira, na capital do estado de São Paulo.

A Praça fica localizada junto às futuras instalações do novo centro de pesquisa Inova-USP, nas proximidades da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA), do Centro de Difusão Internacional (CDI) e do Instituto de Relações Internacionais (IRI).


Clique aqui para ler uma matéria sobre o professor Milton Santos, publicada originalmente na edição impressa do jornal El País, no dia 5 de julho de 1990. O texto foi republicado hoje, dia 1°, no site do veículo, em razão da homenagem que o google fez.