As Bucólicas de Virgílio II | Estudos Clássicos em Dia

O professor Alexandre Hasegawa, do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da FFLCH-USP, fala sobre a importância da sombra nas Bucólicas de Virgílio e sua relação com a Divina Comédia de Dante Alighieri
Por
Redação
Data de Publicação

 

 



Nesta segunda parte, o professor Alexandre Hasegawa, do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da FFLCH-USP, fala sobre a importância da sombra nas Bucólicas de Virgílio e sua relação com a Divina Comédia de Dante Alighieri.

Sugestão de Leitura:

- Alexandre Pinheiro Hasegawa: Os limites do gênero bucólico em Vergílio: um estudo das éclogas dramáticas. São Paulo: Editora Humanitas, 2012.

- Andrea Cucchiarelli (introd. e comm.) e Alfonso Traina (traduzione): Publio Virgilio Marone. Le Bucoliche. Roma: Carocci, 2012.

- Hélène Casanova-Robin (introd. e comm.) e Anne Videau (traduction): Virgile. Bucoliques. Texte établi par E. de Saint-Denis. Paris: Les Belles Lettres, 2014.

- Robert Coleman: Vergil. Eclogues, Cambridge: Cambridge University Press, 1977.

- M. C. J. Putnam: Virgil’s Pastoral Art, Princeton: Princeton University Press, 1970.