Professor Kabengele Munanga fala sobre os protestos antirracismo em seminário da FFLCH

Ele é o convidado do IV Seminário Humanidade em Tempo de Pandemia, que será realizado no dia 24, na próxima quarta-feira, às 18h, pelo canal da FFLCH USP no YouTube
Por
Eliete Viana
Data de Publicação

 

Black Lives Matter
Foto: Millions March Texas. Elizabeth Brossaflickr, CC BY-NC-SA

 

No dia 24 de junho, quarta-feira, às 18h, acontece o IV Seminário Humanidade em Tempo de Pandemia, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, com a palestra do professor Kabengele Munanga, do Departamento de Antropologia da Faculdade, cuja apresentação tem o título Protestos contra violência policial e racismo no mundo. Por que agora?. 

Desde a morte de George Floyd, no dia 25 de maio, nos Estados Unidos – um negro que teve um policial branco ajoelhado sobre seu pescoço durante quase nove minutos –, muitos protestos se espalharam naquele país e no mundo com a hashtag #BlackLivesMatter – vidas negras importam, em tradução livre.

No Brasil, manifestações também aconteceram lembrando Floyd e outras pessoas negras, como a do adolescente João Pedro, morto em casa durante uma ação policial no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo (RJ), no dia 18 de maio; e do menino Miguel Otávio, de 5 anos, que caiu do 9º andar de um prédio de alto padrão, em Recife (PE), após ser deixado sozinho em um elevador pela patroa de sua mãe, no dia 2 de junho.

Essas manifestações deram destaque para o movimento negro e a importância da luta antirracista, que serão abordados pelo docente em sua fala.

Kabengele Munanga é referência sobre a questão racial e a importância das políticas afirmativas, tendo sido reconhecido por alguns prêmios como o Troféu Raça Negra 2011, pela Afrobras e pela Faculdade Zumbi dos Palmares; e o Prêmio USP de Direitos Humanos, em 2018. Suas pesquisas são nas áreas de Antropologia da África e da População Afro-Brasileira, com ênfase em temas como o racismo, políticas e discursos antirracistas, negritude, identidade negra versus identidade nacional, multiculturalismo e educação das relações étnico-raciais.
 

professor Kabengele Munanga
O professor Kabengele Munanga durante cerimônia em que ele recebeu o Prêmio USP de Direitos Humanos, em junho de 2018 - Foto: Marcos Santos/USP Imagens


Ele graduou-se em Antropologia Social e Cultural pela Universidade Oficial do Congo, em 1969, no mesmo país onde nasceu. Neste mesmo ano, iniciou seus estudos de pós-graduação na Universidade Católica de Louvain, Bélgica, porém, por motivos relacionados à ditadura militar instalada em seu país, o doutorado só foi concluído em 1977, na USP.

Em 1980, ingressou na carreira docente na FFLCH e aposentou-se em 2012, como professor titular do Departamento de Antropologia. No entanto, ele continua atuante como professor sênior na Faculdade, em atividades do Centro de Estudos Africanos (CEA) e integra o Grupo de Pesquisa Diálogos Interculturais do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP. 

Conjuntura atual

O evento é uma iniciativa da Direção da FFLCH em conjunto com a Comissão de Cultura e Extensão Universitária, que pretende convidar especialistas de diversas áreas, inclusive da própria Unidade, para falar à comunidade em seminários virtuais ao vivo, intitulado Humanidade em tempos de Pandemia, debatendo a conjuntura atual.

Já foram realizadas três edições deste seminário. Em abril, o primeiro convidado foi o professor da Faculdade de Medicina da USP José Ricardo Ayres, que em sua apresentação falou sobre o cenário da saúde no Brasil, abordando a interface entre a área de saúde e as ciências humanas - realizada durante a 298ª sessão ordinária do Conselho Técnico Administrativo (CTA) da FFCLH.

Em junho, aconteceram duas apresentações. No dia 10, a professora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) Elizabeth Igne Ferreira abordou o tema: O uso de cloroquina e hidroxicloroquina para tratamento da Covid-19. E, no dia 17, a professora emérita da FFLCH Diana Luz Pessoa de Barros fez uma apresentação intitulada: A epidemia de Fake News. 

O próximo seminário virtual será realizado ao vivo, no dia 24 de junho, às 18h, e transmitido pelo canal da FFLCH USP no YouTube: https://youtu.be/hs3BKiQo9yYPronto 

Após a realização, todos os seminários ficam disponíveis no canal da FFLCH no YouTube.