Écfrase | Estudos Clássicos em Dia

Paulo Martins, do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da FFLCH-USP, fala sobre écfrase, a maneira como ela aparece nas mais diversas obras e sua transformação em gênero
Por
Redação
Data de Publicação

 

O professor Paulo Martins, do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da FFLCH-USP, fala sobre écfrase, a maneira como ela aparece nas mais diversas obras e sua transformação em gênero.

Paulo Martins é professor Livre-Docente de Língua e Literatura Latina na Universidade de São Paulo, atualmente é vice-diretor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, pesquisador do CNPq e coordenador do projeto “Estudos Clássicos em Dia”. Foi professor e pesquisador visitante em diversas universidades particulares de São Paulo, da Universidade Estadual Paulista (UNESP/Assis), da Yale University, do King’s College London e do Institute of Classical Studies da School of Advanced Studies da University of London.

Graduou-se em Letras (1990) e ingressou como docente em 1999. Tornou-se mestre em 1996 com a dissertação “Sexto Propércio: Éthos, Verossimilhança e Fides no Discurso Elegíaco do século I a. C.” e defendeu seu doutorado em 2003 com a tese “Imagem e Poder: Algumas considerações acerca da representação de Otávio Augusto (44 a.C. - 14 d.C.)”.

Atua lecionando e pesquisando nas áreas de discurso teórico greco-latino, poesia lírica, satírica e didática e elegia romana.

Sugestão de Leitura:

- CHINN, C. Before Your Very Eyes: Pliny Epistulae 5.6 and the Ancient Theory of Ekphrasis. CPh, v. 102, n. 3, p. 265-80, 2007. DOI:10.1086/529472.

- DUBEL, S. Ekphrasis et enargeia: la description antique comme percurs. In: LÉVY, C.; PERNOT, L. (org.). Dire l’Evidence. Paris: L’ Harmattan, 1997, p. 249-64.

- ELSNER, J. The Genres of ekphrasis. In: ELSNER, J. (ed.). The Verbal and the Visual: Cultures of Ekphrasis in Antiquity. Ramus, v. 31, p. 1-18, 2002. DOI: 10.1017/S0048671X00001338.

- HANSEN, J. A. Categorias epidíticas da ekphrasis. Revista USP, v. 71, p. 85-105, 2006. MARTINS, P. ‘Eneias se reconhece’. letras Clássicas, v. 5, p. 146-57, 2001. DOI: 10.11606/ issn.2358-3150.v0i5p143-157.

- MARTINS, P. (2016). Uma visão periegemática sobre a écfrase. Classica - Revista Brasileira de Estudos Clássicos, 29(2), 163-204. doi: https://doi.org/10.24277/classica.v29i2.425

- MARTINS, P. Pictura tacens, poesis loquens. Limites da Representação. Tese (Livre-Docência) – Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Universidade de São Paulo, 2013.

- MARTINS, P. Odisseia 7.79-135: uma ἔκφρασις”. Letras Clássicas, v. 18, n. 1, p. 19-34, 2014. DOI: 10.11606/issn.2358-3150.v18i1p19-34 [= Martins (2013, p. 32-46)].

- RODOLPHO, M. Écfrase e Evidência nas Letras Latinas: Doutrina e Práxis. São Paulo: Humanitas, 2012.

- WEBB, R. Ekphrasis, Imagination and Persuasion in Ancient Rhetorical Theory and Practice. Ashgate. 2009.