Mary Anne Junqueira fala sobre os acontecimentos naquele país: as eleições de 2020 e os primeiros atos de Joe Biden e Kamala Harris

Por
Eliete Viana
Data de Publicação


Na quarta-feira, dia 20 de janeiro, foi realizada a cerimônia de posse do novo governo nos Estados Unidos (EUA), formado por Joe Biden e Kamala Harris, nos cargos de presidente e vice-presidente daquele país.

Em conversa (um dia após a posse) com a professora Mary Anne Junqueira, livre-docente em História dos Estados Unidos, aproveitamos esta data que marca o início de uma nova gestão para abordar vários acontecimentos naquele país. ​​​​​​​Pois, apesar de ter passado pouco tempo desde as convenções dos Partidos Democrata e do Republicano, respectivamente, em julho e em agosto, passando pelas votação, em 3 de novembro, até o último dia 20, muitas questões estiveram e estão em pauta. ​​​​​​​

Marry Anne foi convidada para falar deste período e do contexto histórico relacionado que pode explicar um pouco das tensões vividas hoje nos EUA, o que inclui a forte presença da extrema direita, por exemplo, para mostrar "como a história pode iluminar o presente", nas palavras da docente.

​​​​​​​​​​​​​​Os tópicos comentados foram: a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), as eleições de 2020 e a deslegitimação do processo eleitoral pelo então presidente Donal Trump; o que representa a vitória da chapa Biden e Kamala; a invasão do Capitólio; o processo de impeachment de Trump e os possíveis rumos dele na política; os convidados da posse e o discurso de Biden até as primeiras medidas tomadas no novo governo.

"O Biden tem uma série de questões pela frente, uma série de crises que se entrelaçam, ainda que ele assuma com capital político", destaca a professora que estuda há mais de 20 anos sobre os Estados Unidos.

Assista, a seguir, a entrevista com a docente Mary Anne Junqueira.


​​