Literatura Latina em Cordel | Estudos Clássicos em Dia

Fábio Cairolli, professor de Língua e Literatura Latina da Universidade Federal Fluminense, cita algumas dificuldades e critérios utilizados nas traduções de textos clássicos para a língua portuguesa
Por
Redação
Data de Publicação

 

 

Fábio Cairolli, professor de Língua e Literatura Latina da Universidade Federal Fluminense, cita algumas dificuldades e critérios utilizados nas traduções de textos clássicos para a língua portuguesa. Além disso, o docente também comenta sobre o processo de adaptação da literatura latina para o cordel brasileiro.

Fábio Cairolli graduou-se em Letras (2005) pela Universidade de São Paulo; tornou-se mestre, em 2009, com a dissertação "Pequena Gramática Poética de Marcial", e doutor, em 2014, com a tese "Marcial Brasileiro" pela mesma instituição. Ingressou como docente adjunto na Universidade Federal Fluminense em 2015.

Tem experiência na área de Literaturas Clássicas, atuando principalmente nos seguintes temas: poética e retórica clássicas, poesia epigramática, poesia satírica, tradução e comentário dos poetas Marcial, Catulo, Pérsio, Virgílio e Horácio, leitura e recepção dos clássicos.

Sugestão de Leitura:

- VIRGÍLIO, Eneida. trad. de Carlos Alberto Nunes. Organização, apresentação e notas de João Angelo Oliva Neto. São Paulo, Ed. 34, 2016.

- CAIROLLI, F. P., Eneias a nordeste de Cartago: a poesia latina traduzida para o cordel. Rónai: Revista de Estudos Clássicos e tradutórios. Vol 7, No 2, 2019. (https://doi.org/10.34019/2318-3446.2019.v7.27938)

- CAMPOS, H. A arte no horizonte do provável. São Paulo: Perspectiva, 1969.

- GONÇALVES, R. T. Tradução e ritmo: rêver le vers de Lucrécio. Revista Morus. Campinas, v. 11, n. 1, p. 181-197, 2016.

- WEST, M. Greek metre. Oxford: Clarendon Press, 1982.