Grupo discente realiza seminário sobre Antonio Candido

O evento terá a participação da família do professor emérito, da professora Walnice Nogueira Galvão, que foi sua aluna e assistente; além de pesquisadores dos vários departamentos da Faculdade, de outras Unidades da USP e instituições externas
Por
Eliete Viana
Data de Publicação
Editoria
Eventos
Notícias



 

professor Antonio Candido discursando
Antonio Candido de Mello e Souza é um nome de referência da intelectualidade brasileira, tendo atuado como crítico literário, sociólogo, professor universitário e protagonista político - Foto: USP Imagens 


Ao longo de 2018, em razão do centenário de nascimento do professor Antonio Candido, muitos eventos estão sendo realizados para destacar a importância do intelectual na cultura e sociedade brasileira – nascido em 24 de julho de 1918 e falecido em 12 de maio de 2017.

Entre os dias 10 e 13 de setembro, acontece o Seminário Antonio Candido: 100 anos, organizado pela Grupo Articulação Discente para o pensamento Brasileiro da USP, formado por alunos de pós-graduação, sobretudo, das áreas de ciência política, filosofia e sociologia, e também das letras e da antropologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.

O seminário tem como finalidade promover uma reflexão crítica e pública sobre o legado teórico e político de Antonio Candido e de seus colegas e discípulos.

Apresentações 

A mesa de abertura contará com a presença de duas filhas do professor emérito da FFLCH, Laura e Marina de Mello e Souza, ambas do Departamento de História da Unidade, sendo que a primeira atualmente também atua na Universidade Paris – Sorbonne.

Durante o seminário, serão realizadas quatro mesas de discussão, com a participação de 14 pesquisadores, que abordarão as seguintes temáticas: memória, Antonio Candido e as ciências sociais; Antonio Candido, crítica e literatura; e Antonio Candido e a política.

Nas seis sessões de comunicações, cerca de 30 pesquisadores vão abordar, sobretudo, as pesquisas em andamento. Os trabalhos foram submetidos para apresentação tomando como referência seis eixos temáticos: crítica literária de Antonio Candido, de seus contemporâneos e de seus discípulos; análise de obras artísticas, especialmente literárias, a partir do referencial crítico construído por Antonio Candido; estudo sobre as trajetórias intelectuais de Antonio Candido e sua geração; análise de aspectos da cultura contemporânea a partir da obra de Antonio Candido; análise do pensamento e da militância política de Antonio Candido; e crítica da realidade sócio-política brasileira a partir do pensamento de Antonio Candido.

Segundo a comissão organizadora, “além de abrir espaço para a exposição e para o debate dos trabalhos escolhidos, as sessões de comunicação do evento visam a contribuir para a sedimentação de redes de pesquisadores que tomem o pensamento político e social brasileiro como sua área de pesquisa e as reflexões de Candido como referência, seja no plano metodológico ou como objeto de análise”.

Além da família de Candido, o evento terá a participação da professora Walnice Nogueira Galvão, que foi aluna e depois assistente do professor emérito; de docentes e pesquisadores de vários departamentos da FFLCH e também de outras Unidades da USP e instituições externas, como a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Chile.

Clique aqui para conferir a programação completa.

Grupo discente

A motivação para a realização do seminário, de acordo com os organizadores, é “perceber que, no nosso espaço universitário, há uma demanda acadêmica de eventos que lidem com a memória intelectual à luz de novas proposições e leituras, que podem ser estimuladas em uma reflexão conjunta como essa”, destaca o Grupo Discente para o pensamento Brasileiro da USP.

Este é o quarto evento organizado pelo Grupo, que tem caráter multidisciplinar, interdisciplinar e, cujas pesquisas lidaram ou tendem a lidar de algum modo com os intelectuais que os pesquisadores têm tido contato e refletido.

As apresentações são abertas ao público em geral, sem necessidade de inscrição prévia, e acontecerão entre os dias 10 e 13 de setembro, no Auditório Nicolau Sevcenko do Edifício Eurípedes Simões de Paula (Geografia e História), na Av. Professor Lineu Prestes, 338 – Cidade Universitária, São Paulo.

Mais informações pelo e-mail: pensamentobrasileirousp@gmail.com.