Exemplar raro de dicionário japonês é encontrado no Brasil

Publicado em 1603 pela Companhia de Jesus em Nagasaki, Japão, o "Vocabvlario da Lingoa de Iapam" é um dicionário bilíngue no sentido japonês-português muito raro, só encontrado na Europa
Por
Redação
Data de Publicação
Editoria
Notícias

 

Professores Eliza Jun
A professora Eliza Atsuko Tashiro Perez, da USP, e Jun Shirai, da Shinshu University/Japão (Foto: Marcos Santos / USP Imagens)


Pesquisadores da FFLCH descobriram um raríssimo dicionário de japonês-português do início do século XVII em pesquisas na Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro. A professora Eliza Atsuko Tashiro Perez, do Programa de Pós-Graduação em Língua, Literatura e Cultura Japonesa da FFLCH USP, e o professor Jun kShirai, da Shinshu University, do Japão, e atualmente professor visitante no mesmo Programa, descobriram a existência do Vocabvlario da Lingoa de Iapam no último dia 17 de setembro e, um exame mais detalhado da materialidade do dicionário foi feito em 1º de outubro.

Publicado em 1603 pela Companhia de Jesus em Nagasaki, Japão, o Vocabvlario da Lingoa de Iapam é um dicionário bilíngue no sentido japonês-português muito raro, do qual só se conhece a existência na Europa – na Bodleian Library de Oxford, na Bibliothèque Nationale de France e na Biblioteca Pública e Arquivo Distrital de Évora. 

A obra faz parte do chamado Kirishitan-ban (em tradução literal, Publicações Cristãs), que consiste de um conjunto de livros sacros, linguísticos e literários produzidos pelos missionários jesuítas no Japão e impressos pela prensa – de tipos metálicos móveis – levada da Europa.

Vocabvlario da Lingoa de Iapam (Foto: Acervo da Fundação Biblioteca Nacional - Brasil)
Vocabvlario da Lingoa de Iapam (Foto: Acervo da Fundação Biblioteca Nacional - Brasil)


Durante cerca de 20 anos (de fins do século XVI ao início do XVII), foram publicados aproximadamente 40 itens bibliográficos nessa prensa, muitos dos quais, destruídos pelo governo militar japonês devido à proibição da profissão da fé católica, e posterior expulsão dos missionários cristãos do arquipélago.

Os poucos volumes que restam atualmente estão preservados em bibliotecas e museus de diversos países, entre os quais, as instituições citadas acima. A descoberta do Vocabvlario da Lingoa de Iapam na Biblioteca Nacional é um fato que possui importante significado por ser a primeira no continente americano, e notadamente por ser no Brasil.

O Vocabvlario da Lingoa de Iapam é fruto de acurada observação e estudo da língua japonesa feita pelos missionários da Companhia de Jesus, no qual as palavras e expressões japonesas possuem equivalentes e explicações em português. Trata-se de um dicionário volumoso com mais de 32.000 palavras-entrada, sem igual no Japão, e referência até hoje para se conhecer a língua, cultura e história do país da época.

Sem a parte chamada Svpplemento deste Vocabvlario impresso no mesmo Collegio da Cõpanhia de Jesv com a sobredita licença, & aprovação, impresso em 1604, o exemplar da Biblioteca Nacional se assemelha ao da Bibliothèque Nationale de France.

Com informações da professora Eliza Atsuko Tashiro