Divulgação Científica

Produção de roupas em série para escravizados marcou início da indústria do vestuário no Brasil

 

Uma pesquisa da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP construiu, de forma inédita, um painel da história do vestuário no Brasil desde o século 19, com a produção em série de roupas para escravizados, até o início dos anos 1960, quando a indústria têxtil nacional já apresentava traços semelhantes aos dos grandes centros do Ocidente.